Alemanha e Dinamarca prendem três sírios suspeitos de planejar ataque

Irmãos de 33, 36 e 40 anos entraram na mira das autoridades após terem comprado quilos de substâncias químicas usadas em bombas

atualizado 11/02/2021 18:19

As polícias da Alemanha e da Dinamarca prenderam três irmãos sírios que estariam planejando um atentado terrorista na Europa, segundo informações divulgadas pela imprensa alemã nesta quinta-feira (11/2). As prisões ocorreram no fim de semana passado.

De acordo com a revista alemã Der Spiegel, com os suspeitos, de 33, 36 e 40 anos, foram encontrados material de propaganda do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e vários quilos de produtos químicos utilizados para construir bombas. Eles foram acusados de preparação de um ato de violência extrema.

O caso está sendo investigado na Alemanha pela Promotoria de Naumburg, no estado da Saxônia-Anhalt. O trio chamou a atenção das autoridades em janeiro, depois que o sírio de 33 anos, que mora na Dinamarca, encomendou cinco quilos de enxofre e cinco quilos de pó de alumínio pela internet e mandou entregar no endereço do irmão que vive na cidade alemã de Dessau.

Durante as buscas numa casa em Dessau, a polícia encontrou diversos materiais explosivos, mas não os encomendados pela internet. Segundo a agência de notícias DPA, um dos suspeitos foi preso em Dietzenbach, no estado de Hessen, e os outros dois na Dinamarca, onde foram encontrados os produtos químicos comprados em janeiro.

Os irmãos teriam, ainda, imagens da bandeira do EI em seus celulares. As autoridades também encontraram um exemplar do Alcorão, no qual passagens que poderiam indicar um modo de pensar extremista foram marcadas.

Suspeita de extremismo

A família vive, pelo menos, desde 2005 na Europa e já esteve na mira das autoridades por suspeita de extremismo, no entanto, não foram encontrados indícios concretos que pudessem levar a atividades terroristas.

Os três irmãos teriam nascido em Damasco. Ainda não se sabe o alvo planejado para o suposto atentado.

A polícia dinamarquesa confirmou a prisão de mais cinco suspeitos, além dos dois sírios. Detalhes sobre as nacionalidades dos detidos e idades não foram divulgados. O grupo foi preso na ilha onde fica Copenhague.

Os suspeitos “estavam planejando um ou mais ataques terroristas ou participando de uma tentativa de terrorismo”, disse a polícia dinamarquesa em comunicado. Não ficou claro se os cinco detidos posteriormente têm ligação com os irmãos sírios.

0

Últimas notícias