Alan García: acidente com ônibus que ia para enterro deixa oito mortos

O coletivo desviou da pista e bateu em um muro de contenção, perto de Lima. Além das mortes, 45 pessoas ficaram feridas

atualizado 19/04/2019 15:12

Facebook/Reprodução

O ônibus que levava passageiros ao enterro do ex-presidente peruano, Alan García, desviou na pista rumo ao sepultamento e deixou oito mortos. O acidente ocorreu na madrugada desta sexta-feira (19/04/19), quando. O coletivo bateu em um muro de contenção, perto da cidade de Lima.  o acidente deixou ainda 45 pessoas feridas.

Condenado por atos de corrupção no caso Odebrecht, Alan García se suicidou nesta quarta-feira (17/04/19) com um tiro na cabeça, quando estava sendo levado à prisão. O governo peruano decretou três dias de luto nacional, mas a família do político rejeitou o funeral de Estado do qual García tinha direito.

Antes de cometer suicídio, o ex-presidente deixou uma carta na qual afirmou não querer sofrer a “injustiça” de ser preso sob acusação de participar de um escândalo de corrupção.

“Vi outros desfilarem algemados, guardando a sua miserável existência, mas Alan García não tem porque sofrer essa injustiça e esse circo, por isso deixo aos meus filhos a dignidade das minhas decisões, aos meus companheiros um sinal de orgulho, e o meu corpo como uma amostra do meu desprezo aos meus adversários, porque já cumpri a missão que me impus”, dizia a carta.

García é um dos quatro ex-presidentes peruanos apontados em investigação do Ministério Público do país por receberem suborno da empresa brasileira Odebrecht durante campanha eleitoral em 2006, quando disputava o cargo de chefe de Estado pela segunda vez. Na ocasião, ele foi eleito com mais de 52% dos votos.

 

Últimas notícias