“Menino ficou chateadinho”, diz deputado eleito sobre Carlos Bolsonaro

A guerra entre os integrantes do PSL, sigla do presidente eleito, Jair Bolsonaro, parece estar longe do fim. Após se alfinetarem pelas redes sociais, novamente Carlos Bolsonaro, filho do próximo mandatário do país, e o deputado federal eleito pela Paraíba Julian Lemos voltam ao noticiário. No início do mês, o vereador carioca publicou no Twitter que o futuro […]

atualizado 19/12/2018 6:44

A guerra entre os integrantes do PSL, sigla do presidente eleito, Jair Bolsonaro, parece estar longe do fim. Após se alfinetarem pelas redes sociais, novamente Carlos Bolsonaro, filho do próximo mandatário do país, e o deputado federal eleito pela Paraíba Julian Lemos voltam ao noticiário. No início do mês, o vereador carioca publicou no Twitter que o futuro parlamentar paraibano “não é e nunca foi coordenador de Jair Bolsonaro no Nordeste”. A resposta veio nesta terça-feira (18/12), com Lemos fazendo a seguinte declaração à Rádio Arapuan, de João Pessoa (PB):

“Veja só, se coloque no meu lugar, eu sou amigo do presidente, sou amigo do pai do menino. E o menino ficou chateadinho pela minha projeção ao lado do pai. O que é que eu tenho a ver com isso? Eu não trabalhei para o filho dele. Se tem uma pessoa que não deve nada ao filho de Bolsonaro, sou eu”.

Julian Lemos ainda repetiu parte do que tinha dito após o primeiro tuíte de Carlos Bolsonaro: “Na minha casa, o que meu pai falava era respeitado. Se o pai dele diz diversas vezes que eu sou o coordenador dele no Nordeste, o que é que o príncipe pode dizer a mais do que o rei?”. Até a publicação desta nota, o vereador não tinha se manifestado nas redes sociais a respeito da entrevista do correligionário.

Últimas notícias