Polícia indicia bolsonarista que xingou deputado do PT em conta fake

Eliseu Botani mora nos Estados Unidos e teve o número rastreado, foi encontrado, reconheceu o crime e disse estar "arrependido"

atualizado 08/02/2022 14:52

JP Rodrigues/Metrópoles

A Polícia Civil indiciou um suspeito de enviar mensagens ofensivas pelo WhatsApp contra o deputado Chico Vigilante (PT, foto em destaque), da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).

O petista ingressou com uma representação junto à 23ª Delegacia de Polícia, onde relatou ter recebido os ataques e os xingamentos de um número sem aparente identificação. O caso corre sob sigilo no Juizado Especial Criminal de Ceilândia, mesmo local do registro da ocorrência.

Nas publicações, o autor identificado como Eliseu Botani Nascimento Junior ofendeu não apenas a honra do parlamentar, mas também a dos seus dois filhos. A coluna vai suprimir os trechos em que o acusado direciona palavreados mais incisivos contra familiares do distrital.

“Chico Vigilante é um vagabundo, um pau no cu, um filha da puta, viva Bolsonaro! Vá tomar no cu, seus filhas puta! Chico Vigilante você é um vagabundo, sua filha é uma puta e seu filho é um corno, e você é veado, seu filha da puta!”, escreveu.

As investigações deram conta de que o número usado, embora fosse de Brasília, estava vinculado a uma conta acessada pelos Estados Unidos, onde o autor tem residência fixa. O filho dele mora no Riacho Fundo I, cidade também localizada no Distrito Federal.

Na Receita Federal, Eliseu aparece como proprietário da loja Rei do Açaí, localizado em Valparaíso, município goiano do Entorno da capital federal.

Ao Metrópoles, o deputado distrital afirmou que o indiciamento demonstra que os crimes praticados pela internet não ficam impunes.

“Quando temos policiais e delegados sérios, é possível encontrar esses meliantes que pensam estar a salvo pelo anonimato. Mas não é bem assim. Agora, terá de pagar pelos seus crimes”, disse.

Na ação, o empresário responde por difamação, injúria e crimes praticados pela internet.

“Arrependimento”

Segundo a coluna apurou, Eliseu Botani Nascimento Junior relatou receber com frequência mensagens com propaganda política do deputado Chico Vigilante, contra a vontade. Sem ter o pedido atendido, passou a atacar o parlamentar.

Durante depoimento, ele argumentou que estava nervoso “em razão de seu tratamento”, quando acabou se exaltando e proferindo vários xingamentos. Ao ser abordado pela polícia, durante passagem pelo Brasil, disse estar arrependido das mensagens que enviou.

 

 

Mais lidas
Últimas notícias