Coronavírus: suspeita em Wajngarten faz Bolsonaro ser monitorado

Titular da Secom voltou de viagem aos EUA com o presidente gripado e aguarda resultado de exame para saber se está com o vírus

atualizado 16/03/2020 12:15

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está sendo monitorado após o chefe da Secretaria Especial de Comunicação (Secom), Fabio Wajngarten, ter sido submetido a um teste de coronavírus. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

Na tarde dessa quarta (11/03), Wajngarten procurou o Hospital Albert Einstein para realizar exames, após apresentar sintomas da doença. O resultado deve sair nesta quinta-feira (12/03).

O Metrópoles procurou o Palácio do Planalto, que não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem.

Além de Bolsonaro, integrantes da comitiva que o acompanharam em viagem ao Estados Unidos, na última semana, também estão sendo monitorados.

Segundo a reportagem, o grupo passou a receber ligações do gabinete presidencial, pedindo que diante de qualquer sintoma comunicasse a Presidência e procurasse o Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, para fazer exames.

Nesta manhã, Bolsonaro cancelou uma viagem que faria ao estado do Rio Grande do Norte, devido ao avanço da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Últimas notícias