*

Dois queijos brasilienses ganharam medalha de ouro e prata em uma das categorias do concurso promovido no Sabores da Mesa, em São Paulo. A responsável pelo Tetinha Bêbada (ouro) e o Tetinha Casca Lavada (Prata) é Marina Cavechia, colunista do Metrópoles.

As delícias são produzidas na Fazenda Vereda São João, em Alexânia (Goiás). Marina, uma vez por semana, vai ao local fazer os queijos. “O leite é produzido lá mesmo. Sai da vaca direto para a queijaria”, conta.

Arquivo Pessoal

Tetinha Bêbada e Tetinha Casca Lavada

O Tetinha Bêbada passa duas semanas em uma cerveja quadrupel belga. O outro quitute é feito com leite cru, curado por dois meses, e tem a casca lavada com uma solução durante o processo de curagem.

Borrifo a solução, em dias alternados, escovo e enxugo. Os queijos ficam em temperatura controlada e desenvolvem uma textura bem cremosa, com cheiro intenso, e um pouco amanteigado. Por fora, cria uma casca vermelha."
Marina Cavechia

A premiação, ocorrida durante o evento Sabores da Mesa, foi promovida pela Comer Queijo – Associação dos Comerciantes de Queijo Artesanal do Brasil. Ao todo, 403 laticínios participaram da premiação.



 

COMENTE

alta fermentaçãoqueijo