10 melhores docerias de Brasília, segundo o Metrópoles

Quem resiste a um doce? No DF, não faltam lugares especializados nessa tentação. Eles são o tema da vez na série Metrópoles Indica

Doce costuma despertar paixões. Quem ama, ama. Ingredientes como açúcar, leite condensado, chocolate e creme de leite, por exemplo, parecem ser bastantes para tornar qualquer receita saborosa. Mas não é bem assim.

Imprimir personalidade nessas combinações é um desafio para qualquer doceiro. Por isso é que existem muitas casas de doces, mas contam-se nos dedos as que sabem usar, com harmonia, em suas receitas a mistura desses a outros ingredientes.

As 10 casas selecionadas nesta lista cumprem (com maior ou menor precisão) esse requisito, ao qual se somam outros que fazem a excelência de uma doceria. Um deles é a criatividade para oferecer fórmulas além das clássicas. E a terceira  é impor delicadeza numa arte que tende a “gritar” no paladar.

ArabSweets
Aquela ideia de que doce árabe tem que ser muito doce perde o sentido quando se prova algumas das guloseimas expostas nas vitrines da ArabSweets. E é justamente por quebrar esse conceito que a confeitaria chama a atenção. À frente da casa está Diana Salam, filha de sírios radicados em Brasília, e Ali Assail, dono do restaurante árabe Tanura. Diariamente, eles produzem 30 tipos de doces, entre balaws (foto abaixo), mamoul e namuras capazes de conquistar quem torce o nariz para a doçaria do Oriente Médio.
408 Sul, Bloco D, Loja 19, 3551-4720. Segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 12h às 22h.

 

Brigadeirando
O brigadeiro aparece em mais de 40 sabores e é a base para uma infinidade de receitas na Brigadeirando. Pode ser recheio de torta ou aparecer na borda de um espresso. O de creme brûlée e o de chocolate belga, por exemplo, já justificariam a entrada dessa doceria na lista. Mas a casa também faz bonito nos cupcakes — tem de churros, banana com brigadeiro, maracujá, doce de leite com nozes… Difícil escolher.
CLSW 100, Bloco A, Loja 9, 4141-5679. Segunda a sábado, das 10h às 18h.
Rua 37 Sul, lote 17/19, loja 5, Águas Claras, fone: 4141-5679. Segunda a sábado, das 10h às 19h.

 

Casa Doce
O sabor das tortas, tarteletes e docinhos expostos nas vitrines desta casa explica por que ela se firmou como uma das docerias mais disputadas da cidade. Aliás, mais que doceria. O lugar também funciona como um agradável café, padaria (produzindo pães de primeira linha) e abriga a Fabrizzio Gelato — os finíssimos gelatos disputam em pé de igualdade com os doces. A torta da foto (acima) é a dueto (massa de pão-de-ló com chocolate, recheio de de brigadeiro branco e preto e cobertura de chocolate).
112 Sul, Bloco A, Loja 29, 3445-2807. Terça a sexta, das 9h às 20h; sábado, das 9h às 19h; domingo, das 9h15 às 18h.

Daniel Briand Pâtissier & Chocolatier
Outras boas casas de pâtisserie francesa surgiram na cidade, mas Daniel Briand é a representação mais forte e respeitável dessa arte na capital. Seu café é o destino mais certeiro para quem quiser experimentar clássicos como a torta ópera e outras delícias. Inclusive algumas oferecidas ocasionalmente, a exemplo da paté aux prunes (foto acima), torta de ameixa, sem açúcar, coberta por uma massa chamada brisée, em que a fruta é cozinhada lentamente. Um trabalho de artista, servido como torta do mês em fevereiro.
104 Norte, Bloco A, Loja 26, 3326-1135. Terça a sexta, das 9h às 22h; sábado e domingo, das 8h às 22h.

Dulce Patagonia
Os alfajores típicos argentinos (foto abaixo) são o ponto de partida do cardápio da Dulce Patagonia, que é restrito mas suficiente para maravilhar qualquer apaixonado por doce. Os alfajores são adaptados ao paladar brasileiro, deliciosamente úmidos. E tem também os volcanos, pequenos vulcões com uma delicada casca de chocolate que, quando mordidos, soltam “lavas” de doce de leite na boca. Achou pouco? Então experimente a torta de laranja feita em finas camadas e de sabor sutil.
309 Norte, Bloco C, Loja 42, 3967-3008 e 8319 3008. Segunda a sexta, das 9h às 19h; sábado, das 9h às 18h.

Labecca Café + Bistrô
As irmãs Flávia, Fernanda e Amanda Labecca conheceram a arte culinária por meio da avó, autora de muitas das receitas que elas até hoje produzem neste café e bistrô. Entre elas, os bolos de cenoura, brigadeiro e nozes, a torta prestígio (recheada com brigadeiro e beijinho) e a torta de brigadeiro branco (em que o doce aparece como recheio e cobertura de uma massa de chocolate). Mas elas não pararam por aí e ainda inventam coisas como o bolo de rolo de churros, que é de babar.
SHIS QI 13, Bloco F, Loja 10, Lago Sul, 3364-0007.  Segunda a sexta, das 11h às 20h; sábado, das 10h às 18h.


Lalé Café e Doceria
“La” é Larissa Pissarra; “lé” é Alessandra Lazzarini. As duas são responsáveis por um dos mais doces endereços da cidade. Prepare-se para encarar dúvidas quando chegar em frente ao vistoso balcão. Enquanto não decide, peça um bem-casado, macio, úmido e doce na medida. Depois pode experimentar a torta alemã de doce de leite ou o bolo de bem-casado… O que não falta aqui é diversidade de escolha. Olha só este bolo de chocolate de caneca com calda quentinha! E o melhor é que tudo isso é servido num ambiente superagradável.
411 Sul, Bloco B, Loja 16, 3248-7348. Segunda a sábado, das 10h às 19h.

Mr. Brownie
A Mr. Brownie surgiu como marca de brownie distribuída em padarias e supermercados. Surpreendeu quando abriu doceria, com uma carta de doces bem mais ampla, embora tendo o produto de origem como base para muitas receitas. Com criatividade, o brownie foi incorporado ao cheesecake, ao milkshake… E tem o brownie em formato de vulcão, recheado com sorvete de creme e coberto por um globo de chocolate meio amargo que é derretido por uma calda quente de ganache. Enche os olhos, mas nada se compara aos brownies de pote.
103 Sul, Bloco B, Loja 40, 3204-3284. Terça a sábado, das 10h às 21h; domingo, das 10h às 20h. Conjunto Nacional, 1ªº Piso, funcionamento: 10 às 22h (segunda a sábado) e das 14h às 20h (domingo).

 


Quitutices

A Quitutices foi criada no ano passado por Inaiá Sant’Anna e veio para enterrar de vez a associação entre restrições alimentares e comida sem graça. Inaiá utiliza matérias-primas como leite de coco, leite de castanhas e farinha sem glúten para criar quitutes doces de dar água na boca, como o bolo de pipoca (foto acima). Começou com tele-entrega, mas fez tanto sucesso que não tardou a abrir loja.
216 Sul, Bloco A, Loja 12, 3543-5057. Terça a sexta, das 10h às 18h30; sábado, das 9h30 às 16h.

Sabor Glacê
A vitrine da Sabor Glacê não impressiona pela diversidade — como a Lalé, por exemplo. A especialidade da casa são basicamente os doces e salgados por encomenda. Mas as tortas são o trunfo da casa. Podem ser solicitadas inteiras (para levar) ou em fatias (para consumo no local). A de chocolate com morangos é a peça de resistência da lista. O contraste entre o doce do chocolate e o frescor das frutas é um presente ao paladar. A de nozes também prima pela delicadeza de sabor.
108 Norte, Bloco C, Loja 4/74, 3037-7770. Segunda a sábado, das 8h às 19h.