Resultado da final do Mundial salvou uma arbitragem ruim

Inseguro, o árbitro do Qatar Abdulrahman Al Jassim marcou algumas faltas inexistentes e deixou de marcar outras claras

Mike Hewitt/Getty Images

atualizado 02/01/2020 13:03

Se o Liverpool não tivesse sido o campeão do Mundial de Clubes da Fifa certamente teria motivos para reclamar da arbitragem. A inexperiência em grandes jogos do árbitro do Qatar Abdulrahman Al Jassim foi percebida durante todo o jogo. Inseguro, ele marcou algumas faltas inexistentes e deixou de marcar outras claras. Mas as principais polêmicas foram essas:

1. Aos 41 minutos do primeiro tempo, após cobrança de falta na área do Flamengo, o árbitro marcou falta de Henderson em Rodrigo Caio. Olhando a repetição do lance ficou bem claro que quem fez a falta foi Rodrigo Caio que agarrou e derrubou Henderson. Pênalti para o Liverpool que o árbitro não marcou e ainda inverteu. É aquele famoso perigo de gol que na dúvida a bola é da defesa. O VAR fez uma checagem rápida e não chamou o árbitro possivelmente por entender que não foi um erro claro. Mas para mim foi.

2. Aos 45 minutos do segundo tempo Mané disparou sozinho para o gol e foi derrubado por Rafinha. O árbitro marcou pênalti e amarelou o rubro-negro que ficou desesperado com a marcação. O VAR chamou e o árbitro voltou atrás. Anulou o pênalti, o cartão de Rafinha e deu bola ao chão. Pra mim errou duas vezes, no campo e no vídeo.

O lance foi fora da área, mas houve sim a falta de Rafinha. Talvez o árbitro se convenceu da não marcação por ter focado em um ângulo ruim para ver a falta. Mas se tivesse olhado a imagem por outros ângulos com mais calma teria visto que Rafinha, mesmo sem chance de alcançar a bola, colocou o pé no caminho do chute de Mané. Rafinha foi esperto e se deu bem. Era uma oportunidade clara de gol e se a falta fora da área fosse marcada ele seria expulso.

A arbitragem não foi bem, mas não interferiu no resultado final. Agora imaginem: e se esses lances tivessem sido contra o Flamengo? Estaríamos até agora discutindo as polêmicas de arbitragem.

Últimas notícias