Rebeca Andrade brilha no Mundial de Ginástica e fatura o ouro no salto

Ela é "apenas" a segunda mulher a subir ao lugar mais alto do pódio em uma competição deste nível e a primeira a ganhar duas medalhas

atualizado 23/10/2021 14:28

Ricardo Bufolin/CBG

Rebeca Andrade não se cansa de fazer história. Após brilhar na Olimpíada de Tóquio, a brasileira subiu mais uma vez ao lugar mais alto do pódio. Desta vez foi no Mundial de Ginástica, disputado em Kitakyushu, no Japão.

Sem Sunisa Lee e Simone Biles, que não viajaram ao país asiático, Rebeca ficou com o caminho livre para faturar o ouro. Sem grandes adversárias, ela venceu o salto com larga vantagem. Com duas execuções que beiraram a perfeição, ela ficou com uma média de 14,966 (15,133 e 14,800).

Com o feito, ela se iguala a Daiane do Santos, em 2003, que também ficou com o lugar mais alto do pódio em mundiais. As duas são as únicas brasileiras a conseguirem tal honraria.

Como foi a segunda a competir, a brasileira precisou esperar até o final para comemorar mais um título. A prata ficou para a italiana Asia D’Amato, com 14,083 e o bronze com a russa Angelina Melnikova, com 13,966.

Prata nas barras

Pouco tempo depois do ouro, Rebeca ainda retornou para disputar a outra competição. Porém, essa foi mais acirrada. Após ter liderado nas classificatórias, a brasileira não conseguiu repetir o bom momento e terminou com a prata.

A chinesa Wei Xiaoyuan foi a campeã do aparelho, com uma nota de 14,733. Rebeca cravou 14,633 e ficou em segundo lugar e a russa Angelina Melnikova ficou com o bronze ao cravar 14,533.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

Vídeos
Mais lidas
Últimas notícias