*
 

A seleção brasileira feminina de vôlei sentado venceu a Ucrânia nesse domingo (11/9), por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/20 e 25/14, e garantiu a classificação para a semifinal da modalidade na Paralimpíada do Rio de Janeiro. Ainda resta uma partida da 1ª fase, contra a Holanda, que será disputada nesta terça-feira (13).

Com a vitória, as brasileiras conquistaram a liderança do grupo A e anteciparam a classificação para a semifinal, em que deverão enfrentar a China ou os Estados Unidos. Na estreia, a equipe brasileira já havia derrotado o Canadá também por 3 a 0.

Foi a primeira vez que as brasileiras superaram as ucranianas, medalhistas de bronze em Londres 2012 e atuais campeãs europeias, sem perder nenhum set. Após o embate, as jogadoras brasileiras admitiram que a vitória sobre as europeias tem um sabor especial.

“Tinha que desengasgar, né? Em outras competições a gente sempre empaca com elas. É a primeira vez que a gente ganha delas de três a zero. A gente está pisando em territórios novos para o vôlei sentado, nunca tínhamos chegado tão longe assim”, disse a ponteira Nathalie Silva.

A modalidade
De acordo com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), os jogadores de vôlei sentado são classificados em duas classes: elegíveis e mínima elegibilidade. Na primeira, estão aqueles com amputações e problemas locomotores mais acentuados.

Na segunda, os atletas têm deficiências quase imperceptíveis, como problemas de articulação leves ou pequenas amputações nos membros. Cada equipe só pode contar com dois jogadores de mínima elegibilidade, e ambos não podem estar em quadra ao mesmo tempo.

 

 

 

COMENTE

Seleção Brasileiravòlei sentado
comunicar erro à redação

Leia mais: Paralimpíadas