*
 

O Brasil conquistou o ouro no revezamento 4×100 para atletas com deficiência visual.

O quarteto brasileiro – Diogo Ualisson Jeronimo da Silva, Gustavo Henrique Araujo, Daniel Silva e Felipe Gomes – também bateu recorde paralímpico.

Os atletas superaram a antiga marca de 42s66 e cruzaram a linha de chegada em 42s37. A China ficou em segundo lugar, seguida pelo Uzbequistão.

 

 

COMENTE

cegosrevezamento 4x100deficiência visual
comunicar erro à redação

Leia mais: Paralimpíadas