Homem é culpado por forçar menor a fazer sexo durante Super Bowl

O criminoso foi preso e, em julgamento ocorrido neste mês de outubro, considerado culpado de várias acusações, incluindo tráfico sexual

atualizado 22/10/2021 19:04

Super Bowl 2020 Hard Rock StadiumDoug Murray/Icon Sportswire via Getty Images

Um homem de Connecticut (EUA), identificada como Edward Walker, foi declarado culpado esta semana por tráfico sexual durante o Super Bowl de 2020, na decisão entre Kansas City Chiefs x San Francisco 49ers.

De acordo com os promotores federais, o acusado levou três mulheres, entre elas uma menor de idade, de 17 anos, de Connecticut para Miami, para forçá-las a fazer sexo por dinheiro durante a final da NFL.

As autoridades investigaram que Walker ficou com todo o dinheiro pago pelos atos e já planejava fazer o mesmo em outros eventos, como o All-Star Game da NBA e o Mardi Gras em Nova Orleans.

O criminoso foi preso e, em julgamento ocorrido neste mês de outubro, considerado culpado de várias acusações, incluindo tráfico sexual à força e coerção.

Nesta sexta-feira (22/10), os agentes informaram que ele pode pegar uma sentença de prisão perpétua pelos crimes em audiência de condenação marcada para 6 de janeiro de 2022.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias