*
 

É grande o movimento de torcedores nos arredores do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, palco de Flamengo x Fluminense na noite desta quinta-feira (7/6). Todos os 60 mil ingressos foram vendidos, e o trânsito, por volta das 19h, era intenso no Eixo Monumental.

Em clima pacífico e de confraternização, torcedores do Flamengo e Fluminense aguardavam na fila para assistir ao confronto dos dois gigantes cariocas.

O movimento começou por volta das 16h30, três horas e meia antes do início do jogo. Por volta das 17h, a fila começou a crescer e chegou do estádio até o Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF).

Apesar da ostensiva presença da Polícia Militar, cambistas compravam e vendiam ingressos sem ser incomodados.

 

A servidora pública Stela Gonçalves e o colega flamenguista Pablo Regis chegaram cedo para o “esquenta” antes da partida. No estacionamento, o grupo de torcedores armou uma churrasqueira e assou espetinhos ali mesmo, enquanto bebiam cerveja.

“2 a 0 pro Mengão”, concordaram os dois quanto ao placar do jogo.

O tricolor, que está na nona colocação, com 14 pontos, tem uma missão dificílima pela frente, pois o Rubro-negro, com 20, é o líder isolado do campeonato. Enquanto o Flamengo está em lua de mel com a torcida, o Fluminense é alvo de críticas dos torcedores.

Trânsito alterado na saída
A Polícia Militar, por meio do Batalhão de Trânsito, organizou uma operação para controle do tráfego de veículos e do fluxo de 60 mil torcedores que assistirão ao jogo.

Após a partida, para facilitar o escoamento do público, haverá um esquema diferenciado no trânsito. O BPTran vai manter as faixas de pedestres na Via S1, porém, por volta das 21h30, será desviado o fluxo de veículos da Via N1, que será fechada para facilitar a travessia dos pedestres.

A via de contorno do Autódromo estará em sentido único: quem estiver no estacionamento leste do Mané Garrincha, em vez de pegar sentido N1, deverá seguir na direção do autódromo, contornando a via atrás do estádio, acessando a N1 novamente na altura do Tribunal de Contas do DF.