Tapetão: Uefa incha Liga das Nações e impede rebaixamento da Alemanha

A entidade fez uma manobra e aumentou de 12 para 16 o número de seleções na competição da temporada seguinte e favoreceu o time alemão

atualizado 24/09/2019 17:51

TF-Images/Getty Images

Com uma manobra para impedir o “rebaixamento” da Alemanha e da Croácia, o Comitê Executivo da Uefa anunciou, nesta terça-feira (24/09/2019), durante reunião em Liubliana, na Eslovênia, o aumento de 12 para 16 seleções na disputa da segunda edição da Liga das Nações. Na primeira, realizada na temporada 2018/2019, o título ficou com Portugal.

Islândia e Polônia, que também haviam caído para a Liga B por terminar na última posição de seus grupos, acabaram favorecidas da mesma forma e se mantêm na principal divisão da Liga das Nações.

A Liga das Nações em sua edição 2020/2021 terá 16 seleções nas ligas A, B e C. Na D serão apenas sete, totalizando 55 seleções participantes. Serão 160 jogos, contra 138 da primeira edição, que, segundo previsões da Uefa, deverá gerar 500 milhões de euros (R$ 2,3 bilhões) na venda de ingressos. O sorteio das chaves será no dia 3 de março, em Amsterdã, na Holanda.

Vídeos
Últimas notícias