Soberano, Vidal está nas últimas três seleções da Copa América

Volante chileno compõe a lista de melhores da competição desde 2015 e supera Messi, Guerrero, Vargas e companhia

Wagner Meier/Getty ImagesWagner Meier/Getty Images

atualizado 09/07/2019 22:29

Não tem para Messi, Guerrero, Suárez, Neymar e nem ninguém. O nome mais valorizado da Copa América na atualidade é o de Arturo Erasmo Vidal Pardo. Aos 32 anos, o volante chileno se mantém em grande nível e, ao ser confirmado nesta terça-feira (09/07/2019) pela Conmebol como um dos jogadores da seleção da Copa América 2019, ele se colocou entre os melhores das últimas três edições da competição sul-americana.

Desde 2015, quando ainda defendia a Juventus, da Itália, o volante é nome certo entre os mais valiosos da Copa América. Vidal repetiu o feito em 2016, na edição centenária, já como jogador do Bayern de Munique, e também em 2019, no Brasil, agora jogador do Barcelona.

A característica de jogo do chileno, conhecido pelo extremo vigor físico, contribui para ser sempre lembrado nas votações. Prova disso é que ele se encaixa em diferentes esquemas táticos. Em 2015, por exemplo, compôs um meio-campo mais numeroso ao lado de Mascherano (Argentina), Díaz (Chile) e Cueva (Peru) — aquela seleção foi escalada num 3-4-3. Já nas últimas duas edições, formou uma trinca na meias num 4-3-3.

A força física de Vidal, aliás, foi um dos trunfos nessa Copa América. O técnico do Chile, Reinaldo Rueda, chegou a destacar o apetite do jogador de 32 anos. “Arturo sofreu uma lesão no tornozelo no lance do primeiro gol que tomamos contra o Peru. Pela importância do jogo, como o corpo estava quente, ele suportou. Conhecemos o caráter dele, os médicos sabem que é muito forte, mas temos que ter muito cuidado”, afirmou o treinador, às vésperas da decisão do 3º lugar contra a Argentina. No dia seguinte, Vidal não só foi a campo como atuou durante os 90 minutos na derrota por 2 x 1 para a Argentina.

Compare as últimas três seleções
2019 (4-3-3)
Alisson (Brasil); Daniel Alves (Brasil), Giménez (Uruguai), Thiago Silva (Brasil) e Trauco (Peru); Paredes (Argentina), Arthur (Brasil) e Vidal (Chile); James Rodríguez (Colômbia), Everton (Brasil) e Paolo Guerrero (Peru).

2016 (4-3-3)
Claudio Bravo (Chile); Maurício Isla (Chile), Otamendi (Argentina), Medel (Chile) e Beausejour (Chile); Mascherano (Argentina), Vidal (Chile) e Aránguiz (Chile); Messi (Argentina), Eduardo Vargas (Chile) e Alexis Sánchez (Chile).

2015 (3-4-3)
Claudio Bravo (Chile); Otamendi (Argentina), Medel (Chile) e Murillo (Colômbia); Vidal (Chile), Mascherano (Argentina), Díaz (Chile) e Cueva (Peru); Messi (Argentina), Guerrero (Peru) e Vargas (Chile)

Classificação

PosTimePÚltimos
jogos
1Flamengo78
D W W W D
2Palmeiras67
W W W W D
3Santos65
W W W W D
4Grêmio56
W W W W W
5São Paulo53
L W L L D
6Athletico-PR50
W D W D W
7Internacional49
W D L L W
8Corinthians49
D L L W D
9Bahia43
L L D D L
10Vasco43
L D L W D
11Goiás42
L D W L L
12Atlético-MG40
L L D W D
13Fortaleza39
D W D L W
14Botafogo36
L L L L W
15Ceará36
D W L W L
16Cruzeiro35
D W D D D
17Fluminense34
D L D W L
18CSA29
L W L L L
19Chapecoense22
D W L D L
20Avaí17
L L L L L
Últimas notícias