Mão de Deus: camisa de Maradona usada em gol é vendida por R$ 44,2 mi

Vendido em leilão, vestuário do craque argentino se tornou a peça de memorabilia esportiva com valor mais alto da história

atualizado 04/05/2022 13:51

Maradona San Paolo NapoliEtsuo Hara/Getty Images

A camisa que Diego Maradona usou quando marcou o gol da Mão de Deus e o gol do século para a Argentina, no jogo contra a Inglaterra, na Copa do Mundo de 1986, foi vendida por 7,1 milhões de libras (cerca de R$ 44,2 milhões).

O preço pago pelo vestuário é o pagamento mais alto já feito por uma peça de memorabilia esportiva.

O ex-jogador inglês Steve Hodge havia colocado a camisa em leilão 36 anos depois de trocá-la com Maradona nas quartas de final no México. Entretanto, quando o ídolo argentino morreu, em novembro de 2020, Hodge disse que a camisa não estava à venda.

0

O item foi vendido pela casa de leilões Sotheby por mais do que o preço estimado, que era entre 4 milhões e 6 milhões de libras (aproximadamente entre R$ 24 milhões e R$ 36 milhões).

“Esta é sem dúvida a camisa de futebol mais cobiçada que já foi leiloada e, portanto, é apropriado que agora detenha o recorde de leilão para qualquer objeto desse tipo”, disse Brahm Wachter, chefe de roupas de rua e colecionáveis ​​modernos da Sotheby.

A taxa mais alta paga anteriormente por uma camisa usada durante uma partida esportiva foi pela camisa de beisebol de Babe Ruth, lenda do New York Yankees, vendida por US$ 5,6 milhões (R$ 27,9 milhões) em 2019.

No mesmo ano, o manifesto olímpico original, escrito em 1892, foi vendido por 7 milhões de libras (R$ 43,6 milhões) e ocupou o lugar momentâneo de peça de memorabilia esportiva mais cara.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias