Flamengo oficializa renovação com Jesus até junho de 2021 e mira Mundial

O técnico não escondeu a meta de faturar o título do Mundial de Clubes pelo Flamengo nesse novo ciclo à frente do clube

atualizado 05/06/2020 18:24

Jorge Jesus agora é, oficialmente, o técnico do Flamengo até junho de 2021. Após acertar a permanência no clube na última terça-feira (02/06), o treinador português assinou o novo vínculo nesta sexta (05/06). E assegurou que o aspecto esportivo pesou bem mais do que o financeiro na sua decisão.

“Se estou em um lugar que me faz feliz, esse é o fator número 1 da minha escolha. Estou à procura de felicidades desportivas e isso é o que me motiva. O Flamengo e qualquer clube só é grande quando tem uma enorme nação. Quando cheguei ao Brasil, já tinham dito que era um dos maiores clubes do mundo em termos de torcedores. Hoje, felizmente, passado um ano, cada vez mais estamos nos tornando maiores também no campo desportivo. E a nação faz parte dessa grandiosidade”, disse o treinador.

Jesus não escondeu a meta de faturar o título do Mundial de Clubes pelo Flamengo nesse novo ciclo à frente do clube.

“Nossa convicção é exatamente a mesma que tivemos no ano passado, e se possível, por a cereja no bolo, que ficou atravessado na garganta, que foi ser campeão do mundo. Vamos trabalhar para poder estar na final do Mundial de Clubes, que foi um dos objetivos que não conseguimos”, afirmou.

O novo compromisso foi assinado no Ninho do Urubu, e contou com a presença do presidente Rodolfo Landim, do vice-presidente de futebol Marcos Braz e do diretor executivo Bruno Spindel. Landim destacou que a renovação com Jesus significa o cumprimento de mais uma meta do Flamengo em 2020.

“Estamos muito felizes em comunicar oficialmente a renovação de contrato com o Jorge. Os jogadores estão muito felizes com essa notícia da permanência dele e de toda comissão técnica. E principalmente a Nação Rubro-negra, que estava esperando por essa boa notícia. Eu sei que a gente está muito feliz. Cumprimos uma etapa importantíssima do processo de planejamento do futebol esse ano”, disse o dirigente.

O atual vínculo se encerraria no próximo dia 20, mas um acerto vinha demorando para acontecer, embora Jesus sempre fizesse vários elogios ao clube e aos seus gestores. Mas haviam fatores que provocavam impasse, como a desvalorização do real, e que agora foram solucionados.

Anunciado em 1º de junho de 2019, Jesus revolucionou o Flamengo desde então. O time, sob o comando do português, conquistou cinco títulos, incluindo os do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores, ambos no ano passado, e construiu uma aura de praticamente imbatível, se recolocando na trilha das conquistas.

Contratado para substituir Abel Braga, Jesus também foi campeão da Recopa Sul-Americana, da Supercopa do Brasil e da Taça Guanabara – o primeiro turno do Campeonato Carioca -, todos em 2020, antes da paralisação das competições por causa da pandemia do novo coronavírus.

São, assim, mais conquistas do que derrotas – apenas quatro. Com Jesus, o Flamengo sofreu o seu primeiro revés para o Emelec, no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores – o time conseguiu passar de fase nos pênaltis, no confronto de volta. Depois, caiu para o Bahia, na 13ª rodada do Brasileirão, e para o Santos, na última, quando já era o campeão nacional. Já a última vez que deixou o campo batido foi para o Liverpool, na decisão do Mundial de Clubes de 2019.

Em um total de 51 jogos, o Flamengo de Jesus tem 38 vitórias e 9 empates, além das quatro derrotas, com aproveitamento de 80,39%. Além disso, marcou 118 gols e sofreu apenas 45.

Vídeos
Últimas notícias