Esposa de atacante do Brusque acusa torcedor de assédio em jogo

Caso foi denunciado nas redes sociais. A Polícia Militar da cidade investiga o caso, que ocorreu no estádio Augusto Bauer

atualizado 28/03/2022 16:53

Bruna Maciel é casada com Fernandinho, atacante do BrusqueReprodução/Instagram

Após a classificação do Brusque para a final do Campeonato Catarinense, Bruna Maciel, esposa do atacante Fernandinho, do Quadricolor, acusou, em suas redes sociais, um torcedor de assédio e agressão durante o jogo entre o clube classificado e o Concórdia, nesse domingo (27/3), no estádio Augusto Bauer.

Na sequência de vídeos postados dos stories, Bruna afirmou que um homem tentou agarrá-la e agredi-la no estádio. Ela ainda pediu ajuda para dois policiais que estavam no local, mas, segundo ela, nada foi feito.

0

“Eu nunca me senti tão humilhada na minha vida. Alguém precisa fazer algo […]. Nem consegui aproveitar a vitória do meu marido porque fiquei pedindo socorro e ninguém fez nada. O homem nem foi retirado do estádio”, escreveu ela.

Em seguida, Bruna contou que chorou e gritou no momento da agressão e pediu respeito nos jogos. De acordo com o relato, além de Maciel, sua irmã também foi empurrada pelo homem.

Posicionamentos

Em declaração ao GE, o Brusque afirmou que “tomou conhecimento do ocorrido com a torcedora durante o jogo” e está averiguando o caso. Já a Polícia Militar da cidade informou que um policial atendeu a torcedora durante o intervalo da partida e propôs um registro do fato. Bruna, entretanto, pediu que o homem fosse colcoado para fora do local.

Segundo a declaração, o policial e a esposa de Fernandinho foram até o suposto agressor para ouvir a versão do homem e definir o procedimento a ser tomado. Entretanto, os dois começaram a discutir. “O policial continuou indagando o homem sobre o ocorrido, lhe orientando que para não se incomodar e evitar maiores transtornos o recomendaria não mais retornar a arquibancada coberta, local onde estava a mulher”, afirmou a nota.

A Polícia Militar ainda declarou que testemunhas relataram que “houve somente um esbarrão entre a mulher e o homem no corredor da arquibancada coberta onde passaram a discutir, ocorrendo assim a intervenção das testemunhas visando resolver o possível desentendimento, momento que a mulher lhes pediu que o homem fosse retirado do estádio”.

A nota afirma que, ao final do jogo, Bruna foi orientada a fazer um boletim de ocorrência e passar foto do homem tirada por ela para possível identificação.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias