Cortes por lesão ou Covid-19 fizeram CBF elaborar lista de suplentes

Entidade e Tite tiveram que se precaver após baixas aumentarem na Seleção Brasileira na convocação de novembro

atualizado 16/11/2020 10:36

Tite com máscara rosaLucas Figueiredo/CBF

As últimas baixas na Seleção Brasileira ligaram o sinal de alerta e fizeram a CBF alterar seu procedimento na convocação de novembro. A entidade alterou e incluiu nomes na lista de suplentes para enviar à Fifa: uma lista de 11 nomes que seriam convocados de forma alternativa em caso de problemas como lesões ou Covid-19.

Em outubro, não houve tantos cortes na convocação que tornassem necessária a lista de suplentes. Mas em novembro a situação mudou. À medida que foram ocorrendo as baixas, seja por lesão ou por contaminação com Covid-19, CBF e Tite elaboraram a lista para enviar aos clubes e à Fifa.

Nomes como Pedro e Bruno Henrique foram incluídos. O centroavante foi convocado, mas acabou cortado devido a uma lesão na coxa. Guilherme Arana estava na lista e foi chamado para integrar a delegação caso Alex Telles seja cortado por Covid-19. Thiago Galhardo não estava na relação de suplentes, mas acabou convocado para a vaga de Pedro.

O Brasil defende a liderança das Eliminatórias nesta terça-feira (17/11) contra o Uruguai, às 20h, fora de casa.

Vídeos
Últimas notícias