*
 

Cerca de 50 pessoas, entre torcedores e curiosos, estiveram no aeroporto para acompanhar a chegada da Seleção Brasileira em Sochi, na Rússia, onde a equipe comandada pelo técnico Tite terá sua base de preparação para a Copa do Mundo. A delegação chegou à cidade do sudoeste russo às 2h45 de segunda-feira (20h45 de domingo pelo horário de Brasília) e rumou direto para o Swissôtel Kamelia.

Apesar do dia cansativo, com jogo e viagem, os jogadores estavam animados. “Voo foi tranquilo e teve animação como todo brasileiro gosta. É aniversário do Fagner, todo mundo cantou parabéns para ele. Teve descanso, resenha. Brasileiro é assim e esperamos fazer um belo Mundial”, contou o zagueiro Miranda ao Fox Sports, logo após o desembarque.

Dos torcedores que foram ao aeroporto, havia pessoas com bandeiras da Rússia e do Brasil — mas poucos brasileiros. Um deles, Charles Pimentel da Silva, de 40 anos, veio de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, para servir como voluntário da Copa do Mundo. “Acho que o Brasil está com a bola toda e vai fazer bonito”, comentou.

Eles ficaram separados por uma grade de proteção e gritaram pelos jogadores, mas todos embarcaram direto no ônibus. Soldados das Forças Armadas da Rússia, policias e seguranças privados faziam a segurança do local. Até fuzil foi utilizado.

A Seleção deixou Viena, onde mais cedo vencera a Áustria por 3 a 0, no último amistoso antes da Copa do Mundo, nesse domingo (10). A viagem a Sochi durou cerca de três horas.

 

 

COMENTE

Seleção BrasileiraTiterússiacopa do mundo 2018sochi
comunicar erro à redação

Leia mais: Futebol