Com Marta e sem Formiga, Brasil joga por classificação contra a Itália

A equipe pode avançar até mesmo com uma derrota, dependendo da combinação de resultados nos outros grupos

atualizado 18/06/2019 8:36

Com Marta, mas sem Formiga, o Brasil joga pela classificação no Mundial Feminino. A equipe enfrenta nesta terça-feira (18/06/2019), às 16 horas (de Brasília), a Itália, líder do Grupo C, e pode avançar até mesmo com uma derrota, dependendo da combinação de resultados nos outros grupos.

No mesmo horário da partida do Brasil, a Austrália encara a Jamaica, lanterna da chave, e deve confirmar a classificação. Assim, a seleção de Vadão pode ser primeira do grupo se vencer a Itália por dois ou mais gols de diferença e se as australianas não golearem as adversárias. Vitória ou empate da seleção brasileira garante a vaga sem necessitar fazer contas. Uma nova derrota, no entanto, levará a classificação para o saldo de gols.

Se por um lado Formiga não pode ajudar — ela foi submetida a exame de imagem e nada significativo foi constatado no tornozelo esquerdo, mas ela também está suspensa —, por outro Marta está empolgada. “Estou bem agora. Quando você fica sem treinamento intensivo, sente mais. Mas acho que vocês puderam ver a minha vontade, a minha garra e meu desempenho. E tenham certeza de que independentemente de ter perdido alguns treinos, estou procurando sempre estar bem fisicamente”, afirmou a camisa 10.

Apesar da empolgação, Marta não garantiu que permanecerá em campo o jogo inteiro. Tudo vai depender da condição física dela, uma vez que vem de lesão nas últimas semanas, ou de como estará a partida. Contra a Austrália, na quinta-feira, Marta atuou apenas 45 minutos.

“Estou pronta para jogar. Quanto tempo, a gente vai ter de sentir no decorrer de tudo isso. A vontade é de estar dentro do jogo e ajudar o máximo possível e ver quantos minutos dá para jogar”, disse Marta.

O técnico Vadão concordou com a melhor jogadora. “Obviamente ela sai jogando. O tempo em campo vai depender da intensidade dela, não dá para prever. Esperamos que ela possa jogar um pouco mais que os 45 minutos do seu primeiro jogo. No intervalo, vamos conversar para saber como ela está. Não vamos fazer nenhum tipo de loucura”, avisou o treinador.

Para o lugar de Formiga, Vadão confirmou a meia Andressinha. Assim, Thaisa jogará como volante, dando mais liberdade para a companheira atuar ao lado de Marta e Andressa Alves.

“A Formiga é insubstituível. A gente perde sem ela, mas ao mesmo tempo damos oportunidade para atletas que estão com sangue nos olhos. Estou confiante de que vamos dar conta e conseguir a nossa classificação”, comentou Marta.

Últimas notícias