NBA: confira quem ganhou e quem perdeu no dia-limite de trocas

O Metrópoles fez uma análise das principais transações da data

Ezra Shaw/Getty ImagesEzra Shaw/Getty Images

atualizado 07/02/2020 9:43

O dia-limite de trocas da temporada 2019/20 da NBA foi agitado. Alguns grandes nomes, que vinham sendo especulados, realmente foram negociados, e para destinos surpreendentes. Outros, que prometiam ser compradores, nada fizeram.

O Metrópoles faz, a seguir, uma análise de quem se deu bem e quem se deu mal nas principais trocas do dia. Confira:

Andre Drummond vai para o Cleveland Cavaliers
A troca:
– Cleveland recebe: Andre Drummond
– Detroit recebe: Brandon Knight, John Henson e uma escolha de segunda rodada
Análise: com uma folha de pagamento inchada, em 10º no Leste e sem perspectivas futuras, Detroit começa a pensar no futuro e se livrar de Drummond, que era uma grande parte do plano. O retorno, porém, poderia ter sido maior.

Os Cavs ganham um dos melhores pivôs reboteiros da atual geração para substituir as eventuais saídas de Tristan Thompson e Kevin Love, e para compor um time para o futuro com os jovens Colin Sexton e Darius Garland.

Nota do Metrópoles:
Cleveland: 8/10
Detroit: 4,5/10

D’Angelo Russel vai para o Minnesota Timberwolves; Andrew Wiggins vai para o Golden State Warriors
A troca:
– Minnesota recebe: D’Angelo Russell, Jacob Evans e Omari Spellman
– Golden State recebe: Andrew Wiggins, uma escolha protegida de primeira rodada (2021) e uma escolha de segunda rodada (2022)
Análise: com as lesões de Curry e Thompson, a temporada dos Warriors tem sido de desenvolvimento de jovens e experimentações. Russell nunca seria um encaixe fácil, por jogar na mesma posição de Curry, e o time decidiu apostar em Wiggins, que deve cumprir funções semelhantes às de Harrison Barnes e Kevin Durant como ala, nos times campeões dos últimos anos (mais Barnes do que Durant, convenhamos); a perda de Omari Spellman, pivô jovem que vinha se desenvolvendo bem, deve ser sentida.

Para Minnesota, conseguir Russell foi uma forma de apaziguar o clima com Karl-Anthony Towns, que vinha reclamando do retrospecto de derrotas da franquia, além de juntar ele a um amigo e armador qualificado.

Nota do Metrópoles:
Minnesota: 
9/10
Golden State: 5/10

Marcus Morris no Los Angeles Clippers
A troca:
– Los Angeles recebe: Marcus Morris e Isaiah Thomas
– New York recebe: Moe Harkless e uma escolha de primeira rodada (2020)
– Washington recebe: Jerome Robinson
Análise: os Clippers fazem um upgrade para montar um time completo e profundo para ir com tudo para o título. Além disso, impede que o rival Lakers, que estava na briga por Morris, se reforce. Isaiah Thomas deve ser dispensado.

Já o Knicks consegue um ala bom defensivamente, que consegue espaçar a quadra e ainda tem 26 anos para tentar fazer parte de algum planejamento para o futuro. Além disso, soma mais uma escolha de primeira rodada (apesar de que deva cair no fim do primeiro round).

Nota do Metrópoles:
Los Angeles: 8,5/10
New York: 6,5/10

Andre Iguodala no Miami Heat; Justise Winslow no Memphis Grizzlies
A troca:
– Miami recebe: Andre Iguodala, Jae Crowder e Solomon Hill
– Memphis recebe: Justise Winslow, Dion Waiters e Gorgui Dieng
– Minnesota recebe: James Johnson
Análise: apesar dos 36 anos, um Iguodala motivado ainda pode jogar minutos de qualidade nos playoffs, além de trazer experiência e liderança para um time que pretende dar o próximo passo e virar um contender.

Memphis, por sua vez, se livra de um veterano que não demonstrou nenhuma vontade de fazer parte de um elenco jovem e em reconstrução, além de acrescentar em Winslow um defensor tenaz e, aos 23 anos, na mesma linha de tempo de crescimento de Morant e Jaren Jackson Jr.

Nota do Metrópoles:
Miami: 7,5/10
Memphis: 8,5/10
Minnesota: 6/10

Clint Capela no Atlanta Hawks; Robert Covington no Houston Rockets
A troca:
Atlanta recebe: Clint Capela e Nenê Hilário
Houston recebe: Robert Covington, Jordan Bell e uma escolha de segunda rodada
Minnesota recebe: Malik Beasley, Juancho Hernangomez, Evan Turner, Jarred Vanderbilt e uma escolha de segundada rodada de 2020
Denver recebe: Gerald Green, Noah Vonleh, Shabazz Napier e uma escolha futura de primeira rodada dos Rockets
Análise: com o nível apresentado por Trae Young, Atlanta tenta acelerar o processo de montar um time competitivo conseguindo um pivô ainda jovem, mas já com experiência de playoffs.

Houston consegue um dos melhores jogadores capazes de espaçar a quadra e se garantir na defesa, encaixando como uma luva no sistema de Mike D’Antoni. A falta de um pivô mais tradicional no entanto (se ele não vier posteriormente), poderá prejudicar o time nos playoffs. Minnesota consegui peças complementares para de qualidade para atuar com D’Angelo Russell e Anthony-Towns. Denver aprofunda o elenco, apesar de que poderia ter tido participação mais ativa nas transações.

Nota do Metrópoles:
Atlanta: 8,5/10
Houston: 7,5/10
Minnesota: 6,5/10
Denver: 6/10

Últimas notícias