Advogado de Brasília lança clube de pôquer on-line para amadores

Em tempos de pandemia, a Homegamers promove a diversão recreativa por meio da competição

atualizado 11/05/2021 20:20

Dmitry Feoktistov\TASS via Getty Images

Em tempos de pandemia e isolamento social, é preciso ser criativo para manter a mente ativa e a proximidade com aqueles que mais amamos. A solução encontrada pelo advogado André Andrade, 39 anos, para superar as limitações deu tão certo que virou até negócio. Ele é o criador da Homegamers, um clube de poker-online que promete competição a preços acessíveis e contra jogadores amadores.

“Eu costumava jogar uma pelada de jogos de pôquer com um pessoal do clube que frequento, e havia idosos entre eles. Como eles são grupos de risco para a Covid-19 e foram os primeiros a serem isolados, começamos a pensar soluções de manter esses ‘encontros’, mesmo que de forma on-line, e os sites e aplicativos de pôquer foram uma solução interessante para seguirmos nos reunindo”.

Mais e mais amigos se juntaram aos jogos, até que André criou a sua própria sala, a Homegamers, onde poderia ter mais controle sobre o nível dos jogadores. “O objetivo é reunir jogadores recreativos, que buscam uma forma de divertir, socializar e também competir. Então, os jogos oferecidos têm buy-ins (taxas de inscrição) mais módicos, sendo que os torneios especiais, que são mais caros, dependem de verificação de conta do jogador com comprovação da atividade profissional, evitando, assim, a participação de profissionais”, explica André.

Para participar dos jogos, basta acessar o site da Homegamers, preencher um formulário e esperar o contato da empresa para informação de dados adicionais. Depois, é necessário baixar o aplicativo Upoker, onde os jogos são realizados.

“Segundo a World Poker Tour (WPT), hoje existem mais de 100 milhões de jogadores de pôquer on-line. É uma atividade que promove o raciocínio, a sociabilidade, e também uma forma de vencer o isolamento e manter a mente ativa”, defende o advogado.

Vídeos
Últimas notícias