*
 

Michele Crispim foi eleita a vencedora da 4ª edição do MasterChef Brasil nesta terça-feira (23/8). Trata-se da primeira negra a receber o troféu . Ela levará R$ 200 mil, cartão com direito a R$ 1 mil por mês em compras durante um ano, bolsa de estudos na escola de gastronomia Le Cordon Bleu, em Paris, e um kit de produtos Tramontina.

A segunda colocada, Deborah Werneck, também ganhará prêmios: o cartão com direito a R$ 1 mil por mês em compras por um ano e curso de culinária na unidade da Le Cordon Bleu em Ottawa, no Canadá.

A prova do dia consistia na realização de um jantar completo (entrada, prato principal e sobremesa) com pratos a escolha de cada uma das participantes. Ao final, ambas foram bem. “Foram os melhores que já comi neste programa, inclusive entre os profissionais. Vocês jogaram o nível lá em cima”, afirmou Jacquin.

Michele, conhecida pela evolução que teve ao longo do programa, foi bastante elogiada pelo tutano com cogumelos ao pesto e crosta de panko e fez o prato principal vencedor da noite, o cupim com molho de pupunha ao molho jus, purê de alho-poró e crispy.

Na hora de fazer a sobremesa, Michele percebeu que o coco estava azedo e começou a ficar nervosa e a chorar – emocionando os espectadores e até mesmo sua concorrente, que foi correndo ao seu lado dar um afago. Mesmo assim, ela conseguiu entregar o prato a tempo.

Deborah apostou na sua especialidade: farofas. Ela começou com as vieiras salteadas com aiöli de azedinha e farofa de bacon. Em segundo, a carioca fez um medalhão de lagosta com farofa de castanhas do Brasil e chutney. Ela concluiu a refeição com um mil folhas de tangerina com farofa de pistache.

A torcida estava dividida. Enquanto a grande quantidade dos internautas torciam pela vitória de Michele – em enquete realizado no site oficial do programa, 77% dos 10 mil votantes escolheram a paranaense –, os ex-participantes do Masterchef acreditavam que o troféu seria levado pela Deborah.