*
 

O episódio envolvendo Carol Venâncio Duarte, de 41 anos, e a diretora afastada do Colégio Notre Dame de Brasília tem repercutido cada vez mais. Na luta contra o câncer e mãe de uma menina de 11 anos, ela teve a aparência criticada pela responsável da instituição na época, irmã Loiva Urban. Carol perdeu os fios de cabelo durante o tratamento, mas, segundo a religiosa, ela devia cobrir a cabeça por ter uma imagem “agressiva à sociedade”

A mulher tinha ido à instituição de ensino pedir ajuda porque a filha estava sofrendo bullyng, quando foi surpreendida pelo comentário da freira. “Algumas crianças se afastaram dela dizendo que têm nojo devido à doença da minha irmã”, revelou Camila Venâncio Duarte, parente de Carol, pelo Facebook.

O episódio começou a ter visibilidade com a postagem e ganhou projeção após o Metrópoles noticiar o caso, em 1º de agosto. Ao lado de Camila, Carol contou a história na manhã nesta terça-feira (7/8), no programa Encontro com Fátima Bernardes. 

“Eu estava preparada para tudo, menos para ficar careca. Todo mundo fala que o cabelo cresce, mas mexe muito com a vaidade feminina. Foi muito difícil para mim e ela cutucou a minha ferida”, disse a mãe durante o programa.

Ao Metrópoles, Carol afirmou ter desculpado a religiosa. “Do fundo do meu coração, eu já perdoei tudo o que a irmã falou. Eu não sei por quanto tempo estarei aqui. Então, tenho que viver meu dia como se fosse o último e não quero levar rancor de ninguém”.

Com a repercussão negativa do caso, a irmã Loiva Urban foi afastada da direção do Notre Dame. A filha de Carol ganhou uma bolsa de estudos em outro colégio.