Disney+ é o streaming com maior maior crescimento no Brasil em 2021

O canal digital da Disney apostou em lançamentos de franquias famosas, principalmente da Marvel e de Star Wars

atualizado 15/07/2021 17:07

Disney+ StreamingUnsplash

O mercado de streaming segue fortalecido e ganhando cada vez mais espaço – como mostrou a recente lista de indicados ao Emmy 2021. Em meio a disputa entre os principais players, o Disney+ conquistou o mercado brasileiro – e se tornou a única plataforma a registrar crescimento durante o segundo trimestre de 2021.

Segundo dados da JustWatch, que monitora o interesse da audiência do streaming, a plataforma da Disney possui, atualmente, 12% do market share brasileiro – as informações foram coletadas entre 1º de abril e 30 de junho. O resultado mostra um crescimento de 6 pontos percentuais em relação a último trimestre de 2020 – o Disney+ foi lançado no Brasil em novembro de 2019.

Entre todos os players, o Disney+ foi o único que conseguiu crescimento expressivo. Em 6 meses, o streaming da Disney se tornou o terceiro mais consumido no Brasil, atrás da líder Netflix (31% de market share) e Amazon Prime Video (24%).

“Disney+ assegurou sua posição e já tem metade do tamanho do Amazon Prime Video, enquanto Globoplay, HBO Go e Telecine Play mantêm suas fatias de mercado”, diz o relatório da JustWatch.

O crescimento do Disney+ pode ser explicado pelos lançamentos populares da plataforma no primeiro semestre de 2021. Desde janeiro, o serviço estreou WandaVision, Falcão e o Soldado Invernal, Loki, Viúva Negra, Bad Batch e Luca. Produções que conquistaram audiência alta – o filme sobre Natasha Romanoff, por exemplo, gerou US$ 60 milhões, somente no streaming, em receita para o estúdio.

Em contrapartida, os principais concorrentes do Disney+ não tiveram lançamentos de peso com a mesma frequência. Na Netflix, o principal sucesso foi Quem Matou Sara? e Lupin, duas surpresas do canal. No Prime Video, o destaque ficou com A Guerra do Amanhã, que conquistou o posto de filme mais visto do streaming.

No entanto, os produtos não conseguiram aumentar a presença dos serviços entre o público – como os lançamentos da Disney fizeram. Parte dessa “ausência” de conteúdo é justificada pela pandemia, que atrasou o lançamento de franquias importantes, como Stranger Things.

Neste segundo semestre, além de novas produções, surge outro player no mercado, o HBO Max que chegou no Brasil com uma estratégia agressiva – oferencendo 50% de desconto e anunciado séries nacionais e internacionais.

Últimas notícias