*
 

Catarina (Bruna Marquezine) sabe que a chance de se casar com Afonso (Rômulo Estrela) passa por sua ascensão ao trono de Artena e pelo aumento das dificuldades financeiras de Montemor. Afinal, o Conselho da Cália anunciou que concederá o empréstimo que o mais velho dos Monferrato deseja apenas se ele subir ao altar com a filha de Augusto (Marco Nanini).

Assim, a vilã se aproveita do fato de que os reis da Cália reconheceram a morte de seu pai por conta do longo período desaparecido e exige que Afonso a coroe rainha, além de proclamar a independência de Artena. Sem alternativa, o soberano cede e aceita os termos propostos pela megera.

Para levar Montemor à ruina, Catarina orienta Delano (Jaedson Bahia) a obter explosivos para mandar a mina do reino de Afonso pelos ares. Afinal, é dela que o monarca está procurando obter recursos financeiros para sair da bancarrota: por meio da extração de minérios de ferro.

Então, no momento tão aguardado por Catarina – a coroação como rainha –, uma explosão gigantesca devasta a mina, que é transformada em ruínas. Não demora para que a notícia chegue ao castelo de Montemor. E enquanto Afonso, Gregório (Danton Mello) e Amália (Marina Ruy Barbosa) se desesperam, a megera mal consegue esconder a felicidade que a domina por dentro, embora, com todo o cinismo que lhe é peculiar, procure aparentar tristeza, além de oferecer solidariedade.

Sem os recursos provenientes da extração de minérios de ferro, a situação financeira de Montemor fica ainda mais crítica, o que leva Afonso a reconsiderar a possibilidade de se casar com Catarina para receber o tão necessário empréstimo para salvar seu reino. O problema é: como Amália vai reagir a isso?