Crítica: Netflix mira em Rebelde mexicano, mas acerta em Elite musical

A trama do streaming faz um bom tributo ao grupo jovem que chegou ao fim em 2008 e conquistou uma horda de fãs pelo mundo

atualizado 07/01/2022 15:36

RebeldeDivulgação

Fazendo a alegria dos fãs, a Netflix lançou o remake do sucesso mexicano Rebelde, que conta com clássicos da trama já conhecida e amada pelo público. Com um elenco fluido e personagens do RBD original, a nova versão pode desagradar os admiradores “raízes” por fugir do foco original e se voltar para um enredo que tenta fidelizar o novo público.

Rebelde, inclusive, poderia ser mais uma versão de Elite, um outro sucesso voltado ao público teen do streaming, do que o RBD de Mia Colucci e Diego Bustamante.

Mesmo com essa fuga da realidade para os verdadeiros fãs da extinta banda mexicana, o remake de Rebelde é atrativo e conta com tudo aquilo que os admiradores de séries teens amam: amor adolescente, intrigas de escola e homens bonitos. Por isso, é válido considerar que os novos telespectadores se apaixonarão pelo enredo.

0

Além disso, a Netflix acertou ao abordar temas sociais que estão sendo discutidos em peso na sociedade. Um dos personagens, por exemplo, é uma mulher trans. O Brasil também é muito bem representado na série, com a atriz Giovana Grigio, conhecida por novelas como Malhação e Chiquititas, como uma das protagonistas.

Os integrantes de Rebelde estão na série?

A pergunta que não quer calar é: há alguma semelhança com o Rebelde original? E a resposta é um sonoro sim! O nome da escola no remake ainda é Elite Way School, assim como objetos marcantes da versão original estão presentes nesta nova temporada. Quem não lembra do chapéu rosa de cowboy da Mia que atire a primeira pedra.

Além disso, Estefanía Villarreal, a Celina, e Karla Cossío, a Pilar, ambas do elenco original, aparecem na nova versão como a diretora da Elite Way e a mãe de uma das protagonistas, respectivamente.

Quanto ao elenco mais do que original – Anahí (Mia), Dulce Maria (Roberta), Maite Perroni (Lupita), Alfonso Herrera (Miguel), Christian Chavez (Giovanni) e Chistopher Uckermann (Diego) -, seus nomes são apenas citados na série. Nenhum deles aparece na trama (sim, isso é triste).

Vale lembrar que todos os astros de RBD têm vidas ocupadas e constroem carreiras em diferentes áreas do entretenimento. Maite Perroni, inclusive, foi protagonista da série Desejo Sombrio, também exclusiva da Netflix. 

O remake de Rebelde é um bom tributo aos fãs da banda e apresenta com muita clareza a importância da RBD com um mural na escola com os uniformes de seus integrantes. Na trama, também é citado como o grupo jovem vendeu milhares de discos, além de ter lotado estádios com seus shows — assim como aconteceu na vida real.

Avaliação: Bom

Mais lidas
Últimas notícias