Após acusações contra Melhem, Dani Calabresa estreia programa no GNT

Apresentadora estreia no Dani-se, programa de humor que vai ao ar toda sexta-feira, às 22h30; Pedroca Monteiro também comanda a atração

Após as acusações de assédio sexual contra Marcius Melhem, Dani Calabresa vai estrear um novo programa de humor no GNT. Ao lado de Pedroca Monteiro, Dani-se estreia nesta sexta-feira (5/3), às 22h30, e promete muitas risadas e alegria ao público. Tudo isso através de um bate papo leve e despretensioso, esquetes e quadros cheios de improviso.

A apresentadora retorna aos estúdios da Globo um período conturbado. Dani Calabresa acusou Maricus Melhem, ex-diretor dos programas de humor da Rede Globo, de assédio sexual. O processo corre em segredo na Justiça, e Dani classificou o assunto como “muito doloroso e íntimo”.

“O amor e o humor salvam. A gente precisa rir. O Dani-se é um programa leve e divertido. Faço com o meu parceiro Pedroca, que é muito engraçado e amoroso! A gente recebe dois convidados pra bater um papo descontraído, com reflexões e histórias engraçadas, fazemos esquetes, improvisos, imitações e damos um Dani-se para tudo que nos pressiona”, comenta Dani.

Com direção artística de Lilian Amarante, Dani-se vai ao ar toda sexta-feira, às 22h30. A atração conta com 10 episódios e foi gravada nos Estúdios Globo, seguindo todas as recomendações e protocolos de segurança contra a Covid-19.

1/6
Dani Calabresa estreia um novo programa no GNT
Marcius Melhem e Dani Calabresa
Marcius Melhem era diretor de humor na Globo
Ele perdeu ação contra a revista Piauí
Ele diz que Dani agiu por vingança
Marcius Melhem saiu da Globo após denúncias de assédio sexual
Caso Marcius Melhem

As denúncias de assédio feitas por atrizes da Globo a Marcius Melhem foram publicadas em reportagem da revista Piauí, que detalhou, após ouvir mais de 43 pessoas, o comportamento do ator, até então diretor de núcleo de humor da emissora – função da qual já foi afastado em agosto deste ano após demissão -, e também a reação do departamento de empresa responsável pela investigação.

Dani Calabresa foi a primeira atriz a relatar, dentro da Globo, a situação e insistir que as medidas cabíveis fossem tomadas. Além dela, outras seis vítimas de assédio moral, das quais três também sofreram assédio sexual, deram depoimentos à publicação.

De acordo com a reportagem, o primeiro assédio de Melhem à Dani aconteceu em 2017, em uma festa da equipe do Zorra Total. Segundo a publicação descreve, ele tentou beijá-la à força, lambeu seu rosto e deixou à mostra seu órgão genital. 

O ex-diretor pediu R$ 200 mil de indenização por danos morais em processo que move contra a humorista. Além de negar as acusações, Melhem as classificou como “vingança”.