“Amor & Sexo” discute preconceito com participação de drag brasiliense

Aretuza Lovi é uma das convidadas da atração que vai ao ar nesta quinta-feira (2/3)

O “Amor & Sexo”, desta quinta-feira (2/3), aborda o preconceito contra LGBTS. Artistas identificados com o movimento são as atrações do programa, que contará com a participação da drag queen brasiliense Aretuza Lovi. Além dela, outros nomes importantes, como Pabllo Vittar e Liniker apresentam-se na atração.

Fernanda Lima, apresentadora do programa, promove uma espécie de “Telecurso LGBT”. Os convidados e o elenco do “Amor & Sexo” podem tiram dúvidas da plateia e dos jurados sobre sexo, identidade de gênero e orientação sexual.

A escolha do gênero é pessoal e intransferível. A gente tem que respeitar e aprender para saber lidar. Cada pessoa tem que ter a liberdade de ser o que ela é. Ninguém está dizendo que menino tem que ser menina ou vice-versa. Mas ninguém é obrigado a seguir um padrão de comportamento que não lhe convém

Fernanda Lima

“Marcamos história na TV brasileira, mostrando que drags são grandes artistas”, conta Aretuza Lovi, que lançou, recentemente, a música “Catuaba”. As Bahia e A Cozinha Mineira, Mc Linn da Quebrada, André Fischer, Cibelle e As Deenjers também fazem shows ao longo da atração.

Açucena, das Bahia e A Cozinha Mineira, resume a importância de um programa na TV aberta discutir tais assuntos. “Nos consideram seres noturnos, que andam nas sombras. Mas botamos a cara no sol. O problema não está em mim, está no patriarcado, no machismo e na misoginia”.

1/7
Aretuza Lovi – A cantora aproveita a boa fase da arte drag no Brasil: no final de 2017, assinou com a gravadora Sony Music. Neste ano, ela deve lançar o disco "Mercadinho", que terá participações de Gloria Groove e Pabllo Vittar
As Bahia e A Cozinha Mineira
Fernanda Lima
Jurada Mariana Santos
Leopold Nunan, participante do Bishow.
Ivana Wonder, participante do Bishow
As Deenjers, participantes do Bishow