Revista Traços faz campanha de crowdfunding para próxima edição

A publicação busca ajuda para realizar a 35ª edição, tanto para a impressão quanto apoio aos Porta-Vozes da Cultura

Thaís Mallon/Revista TraçosThaís Mallon/Revista Traços

atualizado 06/12/2019 16:51

A revista Traços é uma publicação jornalística voltada à cultura e às pessoas de Brasília. Ao longo dos últimos quatro anos, foram produzidas 35 edições financiadas por meio de políticas públicas de incentivo à cultura. Nestas edições, participaram mais de 1000 artistas e “fazedores culturais” de teatro, cinema, literatura, circo, dança e música locais. Agora, a publicação precisa da ajuda do público.

A Traços ainda acolhe pessoas em situação de rua ou em extrema vulnerabilidade e oferecem a oportunidade de eles se tornarem Porta-Vozes da Cultura. Neste cargo, eles se tornam os responsáveis pela venda da revista em restaurantes, cafés, eventos e espaços culturais. Ao longo dos últimos quatro anos, 275 Porta-Vozes passaram pelo projeto.

Este projeto social é feito a partir da venda da revista. A Traços é vendida por R$ 10, e o vendedor fica com R$ 7 e utiliza os outros R$ 3 para comprar um novo exemplar. É economizando esse dinheiro que os Porta-Vozes conseguem sair das ruas ou da situação de extrema pobreza e custear os gastos do cotidiano.

Cada revista vendida em pré-venda pagará a produção de três exemplares para serem distribuídos gratuitamente aos Porta-Vozes da Cultura. Os doadores podem ainda adquirir outros produtos assinados por artistas que fazem a revista, como postais, pôsteres, fotos assinadas pelos fotógrafos da Traços, cadernos e outros.

A revista está fazendo uma campanha de crowdfunding on-line para arrecadar R$ 130.000 para a produção da edição de dezembro de 2019. Segundo a editora da Traços, Fábia Pessoa, “60% desse valor será destinado para a produção da Traços de dezembro. Desde a contratação da equipe de reportagem até a impressão na gráfica, passando pela contratação de profissionais de arte, fotógrafos, diagramadores, entre outros”.

Ela ainda afirma que o restante do dinheiro é destinado não somente ao pagamento das taxas da plataforma e da integradora financeira, mas também para o custeio das recompensas da campanha, embalagens, frete e logística de distribuição local e nacional.

A Traços também recentemente inaugurou a seção Morda, uma editoria dedicada à cultura gastronômica da cidade, além de um projeto editorial novo que traz capas coloridas, valorizando os retratos e ilustrações da revista. “Se o financiamento for alcançado, teremos uma edição de fim de ano com tudo o que sempre teve espaço na Traços, com abordagens em profundidade: literatura, fotografia, artes plásticas, cinema, música, além da história de um dos Porta-Vozes da Cultura que saiu das ruas e encontrou na revista uma oportunidade de transformar a própria vida”, afirma Fábia.

No entanto, há segredos, como a figura do teatro local que será destaque na revista: “É a própria definição de resistência artística e cultural, dessas que fazem a gente seguir acreditando que promover a cultura transforma a vida das pessoas e da nossa sociedade”. Pessoa ainda afirma que a edição será sobretudo emocionante, e o restante é segredo. “Esperamos que logo mais os Porta-Vozes da Cultura estejam apresentando a Traços de dezembro pelos restaurantes, bares, cafés e espaços culturais de Brasília”, acentua.

Para doar para a campanha, clique aqui.

Últimas notícias