Nove filmes e livros brasileiros que falam sobre as dores da homofobia

Nesta quarta-feira (17/5), comemora-se o Dia Mundial contra a Homofobia. Aproveite para conhecer as obras que abordam o problema no país

Há exatos 27 anos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) excluiu a homossexualidade da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID). Ser gay, lésbica, bi ou transexual deixou de ser encarado como doença.

O fato foi considerado uma vitória para a comunidade LGBT, que adotou a data como o Dia Mundial contra a Homofobia, comemorada em vários continentes. Porém, até hoje, o preconceito existe e vitima diversas pessoas no Brasil.

De acordo com o Grupo Gay da Bahia (GGB), instituição que levanta dados sobre crimes cometidos contra a população LGBT, foram mortos 343 lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais somente em 2016 — o equivalente a uma vítima a cada 25 horas.

Apesar disso, artistas brasileiros – gays ou não – produziram obras de arte que levantam o problema e denunciam as dores da homofobia. Conheça, abaixo, cinco livros e quatro filmes do país que discutem a homossexualidade.