*
 

Ela já tocou com gente fina como Itamar Assumpção, Chico César, o baterista Robertinho Silva, o trombonista Raul de Souza, Mutantes, Elza Soares, Rita Ribeiro, Wanderléia e Zizi Possi. Mas nesta segunda-feira (5/9), a percussionista paulista Simone Sou se apresenta sozinha no Teatro da Caixa Cultural, como atração do projeto Solo Música.

Atualmente, Simone (que antes assinava Soul mas tirou o L do nome) mora na Holanda, na cidade de Tilburg; faz frequentes shows em outros países da Europa e foi por lá que gravou o segundo álbum solo, “S.O.S Bras Beat”. Boa parte da apresentação na Caixa será com músicas desse disco — lançado este ano.

O curador e produtor do Solo Música, Alvaro Collaço, chama a atenção para a parceria que Simone Sou tem mantido com o moldavo Oleg Fateev, que toca o bayan (um tipo de acordeon de origem russa).

Ela sempre teve uma batida diferente e buscou no uso de recursos eletrônicos sua assinatura em percussão Agora, sua música traz influências mundiais, de música de diferentes países. Ela ampliou seu universo, sem se esquecer da raiz brasileira"
Alvaro Collaço, curador e produtor do Solo Música

No palco, a artista combina percussão convencional com samplers e ambiências eletrônicas, misturando o tradicional e o contemporâneo. E também canta. O feminino e a natureza são os temas preferidos da compositora.

Antes se firmar como percussionista (uma atividade que exige força física e por isso costuma ser mais associada aos homens), Simone Sou estudou piano e tentou se aprimorar no violão e no baixo elétrico. Mas um par de baquetas, que ganhou do namorado, definiu seu futuro.

“Preconceito eu nunca senti, mas desconfiança, sim. Vivi situações de ser tratada de um jeito antes e outro jeito depois de um show. Sempre me senti um músico feminino, e não feminista, então minha postura sempre foi igual a todos os outros da banda, e não uma garotinha na bateria”, afirmou a artista  uma vez, em entrevista ao site Batera.

Solo Música — Simone Sou
Dia 5/9 (segunda), às 20h. No Teatro da Caixa Cultural (Setor Bancário Sul, 3206-6456). Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). À venda na bilheteria do teatro (terça a sexta e domingo, das 13h às 21h; sábado, das 9h às 21h). Não recomendado para menores de 12 anos.

 

 

 

COMENTE

músicaCaixa Culturalsolo músicasimone sou
comunicar erro à redação

Leia mais: Música