Dan Lellis dá um pause no rap e se joga no Trapnejo: novo disco da carreira

Conhecido pelas parcerias com Hungria, Pacificadores e Misael, cantor lança seu novo DVD no próximo dia 2 de outubro

Um dos nomes do rap do Distrito Federal que mais cresceu nos últimos anos, com parcerias com Hungria Hip-Hop, Pacificadores e Lucas Lucco, Dan Lellis foi buscar em suas origens a chave para a nova fase da carreira. O cantor goiano, radicado em Brasília, lança no próximo dia 2 de outubro seu novo trabalho: Trapnejo, que mescla as batidas do gênero da cultura hip-hop com o sertanejo.

Após algumas tentativas falhas de estourar no meio sertanejo, Danilo de Oliveira Lellis, nome completo do artista, fez uma difícil escolha em 2016. Ele trocou Goiânia por Brasília com o intuito de lançar sua carreira no rap. Quase que de imediato, emplacou sucessos como Deixa Baixo, Sexta-Feira e Amor Bandido, que juntas somam mais de 100 milhões views no YouTube.

No entanto, depois de quatro anos de carreira no rap, Dan decidiu retornar às origens e se focar de vez no mundo do sertanejo, onde possui trabalhos como compositor e assina músicas de grandes nomes do gênero, como Gusttavo Lima, Henrique & Juliano e Zé Neto & Cristiano. “Sempre tive vontade de cantar nesta área, mas não deu certo e acabei no rap. Fiquei onde era mais conivente, porque o sonho de todo cantor é fazer sucesso”, disse o artista.

Em entrevista ao Metrópoles, Lellis ressaltou que, apesar do sucesso no hip-hop, ainda não se sentia realizado na carreira. “Eu gostava de rap e, quando estourei com Deixa Baixo, fiquei feliz demais, mas ainda não me sentia completo. Porque eu escrevia meus sertanejos e só passava para os outros cantarem”, revela o cantor, que assina Eu Não Iria, um dos sucessos interpretados por Gusttavo Lima.

Depois de trabalhos em parceria com Lucas Lucco e Zé Felipe, Dan Lellis resolveu apostar de vez no sertanejo, com um som mais eletrônico que passou a ser conhecido como rapnejo, e lançou a faixa Whisky & Gyn. A canção possui mais de 3 milhões de visualizações no Youtube e média de 250 mil plays no Spotify, semanalmente.

“Foi aí que começou esse projeto (voltado para o sertanejo). Como eu era amigo da dupla Max e Luan, a gente pensou em lançar uma coisa juntos e saiu Whisky & Gyn. Foi algo muito bom para a minha carreira, porque depois disso conheci o Neto LX, de quem eu era muito fã quando o Luxúria estourou, e hoje a gente é amigão. Depois disso, eu soltei Amor sem Amor, com PH e Michel, e Flat do Pai, com Wander e Lorenzo, todas no estilo trapnejo”, conta o cantor.

Desde então, o músico tem se voltado ainda mais para o sertanejo, o que se acentuou com a pandemia de Covid-19, que paralisou o mercado da música. “Eu estava fazendo muito trabalho do rap, mas o mercado parou. Então, eu tive tempo de migrar e lançar a minha ‘nova identidade’ sem perder o que eu tinha no rap”, pondera Dan.

“O que acontece: antigamente eu fazia muito show e com a pandemia tudo parou, mas quando voltar eu já vou estar com esse meu novo repertório. Isso acabou sendo bom também porque não me desgastei com meu público. Se os shows estivessem normal, eu estaria tentando migrar para o sertanejo nos meus lançamentos e, ao mesmo tempo, fazendo apresentações ainda cantando rap, o que não ia dar certo”, completa.

1/5
Dan Lellis lança seu novo DVD, Trapnejo, no próximo dia 2 de outubro
O músico, conhecido por seu trabalho no rap, foca agora no universo do sertanejo
A gravação foi realizada no último 7/9 em uma lancha no Lago Paranoá
O DVD contará com 10 faixas
Ele é dono de hits como Deixa Baixo, Sexta-Feira e Open Bar
Gravação do novo DVD

Após a decisão de pausar a carreira no rap e se dedicar por completo ao sertanejo, Dan Lellis lança no próximo dia 2 de outubro seu primeiro álbum voltado ao novo público. Tendo como cenário o Lago Paranoá e a Ponte JK, cartões postais de Brasília, o DVD Trapnejo foi gravado no último feriado da Independência (7 de setembro).

“Esse repertório vai mudar minha cara. Desde sempre, eu fui muito sertanejo, inclusive, quando ia cantar o público já falava: ‘Esse cara canta meio que um sertanejo no rap’. Agora eu vou inverter, parecer um sertanejo cantando sertanejo (risos)”

Dan Lelis

Depois do período cantando rap e conquistado um público fiel, o músico revelou não temer um possível descontentamento dos fãs com a mudança de estilo. “Acho que grande parte vai continuar comigo, porque eu fui esse artista um pouco mais versátil. Já lancei reggaeton, funk e trapfunk, isso mostra que eu não sou apegado só a uma coisa. Então, quando lanço uma coisa nova, o público não tem aquele susto de: ‘Nossa não esperava isso’. Afinal, sempre trago algo diferente”, explicou Dan.

Dan Lellis e o Trapnejo contará com 10 faixas e estará disponível nas plataformas digitais a partir da meia-noite do dia 2 de outubro. Após isso, o DVD será divulgado em três etapas: quatro músicas no dia do lançamento e outras seis separadas nas duas semanas seguintes.