Casal tem direito a indenização após perder show em fila demorada

A produtora terá de pagar R$ 1 mil a título de danos morais, além de ressarcir os autores da ação pelos gastos com ingresso e transporte

PixabayPixabay

atualizado 10/12/2019 18:14

A empresa Funn Entretenimento foi condenada pelo 5º Juizado Especial Cível de Brasília a indenizar um casal que não conseguiu assistir a um show por conta da demora excessiva na fila de entrada. A produtora terá de pagar R$ 1 mil a título de danos morais, além de ressarcir os autores da ação pelos gastos com ingresso e transporte até o local do evento, somando mais R$ 228,23.

A confusão aconteceu no dia 21 de setembro, durante a realização do Tardezinha Surreal, que contou com apresentação do cantor Thiaguinho. O casal relata ter adquirido dois ingressos para o evento, porém, após permanecer horas na fila, o casal desistiu de permanecer no local e foi embora sem conseguir entrar no espaço.

Em sua defesa, a Funn Entretenimento alega que o evento ocorreu normalmente e realizado conforme o planejado. A ré sustenta, ainda, não haver comprovação de que o casal não tenha entrado no local e que a demora na fila não configura dano moral. Cabe recurso da sentença.

Entenda o  caso

No dia 21 de setembro, o Metrópoles reportou os relatos de alguns frequentadores sobre as longas filas e tumulto na entrada do evento. Em grupos de WhatsApp, circularam vídeos do momento em que várias pessoas esperavam para curtir a apresentação.

Últimas notícias