Formado em arquitetura e mestre em história da arte pela Universidade de Brasília, o artista pernambucano Sávio Ivo apresenta recente produção fotográfica no Espaço f/508. A exposição “Ascence” ocupa uma das salas da sobreloja da 413 Norte , até 29 de fevereiro, e faz parte das comemorações pelos 10 anos de atividades desse misto de escritório e oficina de fotografia.

Sávio Ivo atualmente desenvolve trabalhos a respeito de manifestações populares, como o maracatu de sua terra natal, conforme pode ser acompanhado em seu site. Esta mostra em cartaz no Espaço f/508, no entanto, tem outra visada, traz outro interesse.

Nestas duas dezenas de peças, incluindo dípticos e trípticos, Sávio Ivo rompe o figurativismo e o realismo fotográficos para buscar na natureza texturas e formas que remetem a outras linguagens, como a gravura em metal. Mesmo quando há um objeto identificável em cena, ele não é representado de maneira usual.

Abismo
Uma simples vegetação ganha aqui um aspecto quase onírico, mesmo sem perder seu caráter francamente orgânico. Caso de “Solo 001”, a fotografia que ilustra esta página. Da mesma forma que a cena corriqueira de ondas que se quebram em rochedos, baita clichê, aqui é subvertida em um mosaico que descontrói a imagem mas a mantém ainda plenamente identificável.

Os procedimentos de Sávio Ivo, assim, não chegam a descaracterizar os objetos diante de sua lentes, porém emprestam a eles novos sentidos, novas sensibilidades.

O texto de Abelardo Lontra que acompanha os trabalhos aproxima essas fotografias a “esculturas minimalistas, matéria e geometria” antes de chamá-las de “máquinas-abismos”.

As peças custam entre R$ 300 e R$ 1.200.

Até 29 de fevereiro no Espaço f/508 de Fotografia (413 Norte, Bloco D, Sala 113; 3347-3985). Segunda a sexta, das 14h às 19h. Entrada franca. Livre.