Universal faz acordo que reduz tempo de exclusividade de filmes nos cinemas

Longas precisarão ficar apenas 17 dias em cartaz antes do lançamento em outros formatos, como VOD e streaming

A Universal e a maior rede de cinemas dos EUA, a AMC, conseguiram um acordo que diminui o tempo de exclusividade que os filmes ficam em cartaz antes do lançamento em serviços on-line. As informações são da agência internacional AFP.

De acordo com a resolução, classificada como histórica, os novos filmes do estúdio precisarão ficar em cartaz apenas 17 dias, depois do período a Universal poderá disponibilizá-los nos serviços sob demanda. Anteriormente, o período era de quase três meses.

“A experiência teatral continua sendo o coração do nosso negócio. A associação forjada com a AMC é impulsionada por nosso desejo mútuo de assegurar um futuro próspero para o ecossistema de distribuição de filmes e satisfazer a demanda dos consumidores”, informou em um comunicado Donna Langley, diretora da empresa Universal Filmed Entertainment Group.

No entanto, mais detalhes do acordo não foram divulgados, somente que a AMC deve receber alguma parte dos lucros dos filmes vendidos sob demanda.

1/4
Um novo acordo vai possibilitar que filmes sejam lançados com mais velocidade em formatos como VOD e streaming
O visitante poderá aproveitar as instalações por cinco dias pelo preço de dois
O acordo causou surpresa por conta das brigas envolvendo o estúdio e a rede de cinemas, após a Universal antecipar a estreia de Trolls 2 em formato de VOD
Pela primeira vez desde março que o consumo de streaming não aumentou no país

“A AMC abraça com entusiasmo este novo modelo de indústria, tanto porque estamos participando da totalidade da economia da nova estrutura, quanto porque o vídeo premium ‘à la carte’ cria o potencial agregado de aumentar a rentabilidade dos estúdios cinematográficos”, disse o diretor-executivo da AMC, Adam Aron.

O acordo foi recebido com surpresa pelo mercado, depois dos confrontos nos últimos meses entre as duas empresas, após a Universal antecipar algumas estreias digitais durante o período de pandemia. Na ocasião, a AMC chegou a anunciar que não exibiriam nenhum filme do estúdio após o lançamento da sequência de Trolls 2 direto nas plataformas de vídeo sob demanda.