*
 

A temporada de “Autobiografia Autorizada” em Brasília, no mês de julho, fez tanto sucesso, que Paulo Betti espera uma oportunidade de trazer a peça de volta à cidade. No entanto, os brasilienses que não viram (ou desejam rever) o espetáculo terão que ser pacientes. O ator anda a mil com os projetos planejados para comemorar seus 40 anos de atividades nos palcos e nas telas.

O primeiro é a versão literária da peça. O segundo é o longa-metragem “A Fera na Selva”, adaptação da obra do escritor norte-americano Henry James. Betti começou a dirigir o longa este mês, em parceria com a ex-mulher, Eliane Giardini.

“É uma história de amor muito bonita, mas que está um pouco encruada. O personagem João acha que acontecerá algo extraordinário na vida dele e não percebe a grandeza do momento presente”, diz o ator-diretor. As filmagens começam este mês, com locações nas cidades de Sorocaba e Votorantim, no interior paulista.

“Todos nós temos, em alguma medida, a sensação de que o passado ou o futuro foi ou será bacana. Como disse Guimarães Rosa: o real não está nem na saída nem na chegada. Ele se coloca para a gente é no meio da travessia”

O livro “Autobiografia Autorizada” registra o texto homônimo, com o qual Paulo Betti ficará em cartaz de novembro a fevereiro no Teatro da Gávea (RJ). O monólogo já foi apresentado em cidades do interior de São Paulo, em Brasília e em Luanda, capital de Angola.

Sobre a experiência no país africano, ele diz que teve um contato “muito interessante” com a imprensa. “Isso foi o que mais me estimulou. O público também é ótimo. Entende nosso português por causa das novelas, transmitidas para lá quase simultaneamente com o Brasil”.

Já na passagem por Brasília, Betti aproveitou para visitar a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto. “Conversamos um pouco e achei que ela estava com uma energia ótima. Simpática, brincalhona e com um astral muito bom”, conta.

Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles

 

 

COMENTE

Paulo BettiAutobiografia AutorizadaA Fera na SelvaHenry James
comunicar erro à redação

Leia mais: Cinema