*
 

Morreu na madrugada desta quinta-feira (1º/11), no Rio, o cineasta Pedro Carlos Rovai. Conhecido pela trilogia da índia Tainá, o diretor tinha 80 anos e lutava contra um câncer.

Rovai ficou célebre por apresentar ao país a personagem dos rincões da Amazônia, em produções como Tainá – Uma Aventura na Amazônia (2000), Tainá 2 – A Aventura Continua (2005) e Tainá – A Origem (2013).

Em 1969, com seu primeiro longa, Adultério à Brasileira, Rovai ganhou o Prêmio Molière e o Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Dirigiu ou produziu vários curtas e longas-metragens, além de documentários e peças de teatro. Ele deixa mulher e filha.