Kleber Mendonça tem um mês para devolver R$ 2,2 mi aos cofres públicos

Secretaria de Cultura solicitou ao cineasta que devolva valor corrigido por produção do filme O Som ao Redor

Léo Laumont/FDCLéo Laumont/FDC

atualizado 04/05/2019 11:34

O Ministério da Cidadania, por meio da Secretaria do Audiovisual, publicou nesta sexta-feira (03/05/2019) uma portaria solicitando a devolução, por parte de 12 produtores, de verbas destinadas a obras audiovisuais realizadas com financiamento público. Entre eles está Kleber Mendonça Filho, que terá 30 dias para devolver R$ 2,2 milhões utilizados na produção de O Som ao Redor (2012).

O filme venceu um edital de 2009 do extinto Ministério da Cultura. À época, o limite de valor solicitado era de R$ 1 milhão, mas a produção do longa enviou ao órgão um pedido de R$ 1.494.991. O filme acabou captando R$ 1,7 milhão, valor que foi atualizado para R$ 2,2 milhões, somatória do dinheiro recebido em duas parcelas pelo cineasta entre dezembro de 2009 e janeiro de 2010, com atualização monetária e juros de mora.

“Tecnicamente, o processo continua em andamento. A questão segue o percurso com nossos advogados, seguindo todos os trâmites jurídicos”, afirmou o diretor à Folha de São Paulo. Se não pagar, a produtora de Mendonça, Cinemascópio Produções Cinematográficas e Artísticas, ficará impedida de participar de qualquer edital, projeto ou lei de incentivo ligados à Secretaria Especial de Cultura.

Últimas notícias