Outro Calaf comemora 27 anos de existência com muito samba

A casa de shows surgiu como o primeiro restaurante do Setor Bancário Sul e, hoje, representa uma das principais opções noturnas da cidade

Um marco na noite de Brasília, o bar Calaf completa 27 anos neste domingo (18/6). A tradicional casa de shows da capital convida a Banda Fina Estampa, que tocou no local por 14 anos, para liderar os festejos. A comemoração homenageia o ritmo que abençoou o local: o samba.

Quem frequenta o bar nas moderninhas Moranga e Pórry, nem imagina que a casa surgiu em 1990, como o primeiro restaurante do Setor Bancário Sul. Fundada pelo geólogo e cozinheiro espanhol Calaf, o menu incluía comida espanhola e brasileira, funcionando assim até os anos 2000.

1/8
O local inovou em uma festa via Zoom. O evento foi um sucesso: os participantes interagiam uns com os outros, dançavam e festejavam – com cada um na sua casa
Adora Roda se apresenta no Calaf
Almoço Espanhol
A cerveja fez sucesso na década de 2010
As festas noturnas são tomadas por jovens e adultos que curtem do funk ao rap
A festa Esqueminha no Feriado começa às 22h. Entrada a partir de R$20. Classificação indicativa 18 anos.

Da comida até reunir 1 mil pessoas em sua pista de dança, o caminho do local passou por muitas fases. “A primeira roda de samba que aconteceu foi em um sábado, onde funcionários do Banco do Brasil pediram o espaço para fazer o evento”, relembra Priscila Calaf, filha do fundador e atual “comandante” do bar.

Atualmente, o espaço, que no início era apenas Calaf, abriga a festa Moranga, shows, roda de samba e pagode. Priscila é antropóloga e pesquisadora, mas, há um ano e meio, administra o negócio. “Eu sempre participei, desde a adolescência. É um comércio que envolve a família e a história de Brasília também”, relata.

Nos 17 anos funcionando como casa de shows, músicos da cena local, como Cris Pereira, Marcelo Sena e Dhi Ribeiro marcaram a programação musical. Além deles, Karina Buhr, Jaloo, Otto e A Banda Mais Bonita da Cidade foram nomes nacionais que passaram pelos palcos.