metropoles.com

Vítima de feminicídio no DF levou 26 facadas do ex-companheiro

Vítima de feminicídio, Gabriela Bispo de Jesus, 33 anos, foi morta com pelo menos 26 facadas. Crime aconteceu em Samambaia

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Vítima de feminicídio
1 de 1 Vítima de feminicídio - Foto: Reprodução

Morta pelo ex-companheiro, Gabriela Bispo de Jesus, 33 anos, levou pelo menos 26 facadas. Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o principal suspeito pelo feminicídio é Reriton Gomes, de 36 anos. O crime aconteceu na última terça-feira (9/5) em Samambaia Sul.

5 imagens
Suspeito fugiu com filho do casal, uma criança autista de 3 anos
Equipe da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) no local do crime
Equipe do Corpo de Bombeiros encontrou a vítima sem sinais vitais
Testemunhas informaram que a vítima pediu por socorro antes de morrer
1 de 5

Gabriela Bispo de Jesus foi assassinada pelo companheiro, Reriton Gomes, em Samambaia Sul

Reprodução
2 de 5

Suspeito fugiu com filho do casal, uma criança autista de 3 anos

Reprodução
3 de 5

Equipe da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) no local do crime

Marcus Rodrigues/Metrópoles
4 de 5

Equipe do Corpo de Bombeiros encontrou a vítima sem sinais vitais

Divulgação/CBMDF
5 de 5

Testemunhas informaram que a vítima pediu por socorro antes de morrer

Phillipe Mendes/Especial Metrópoles

De acordo com a PCDF, o suspeito, que está foragido, estava inconformado com o término do relacionamento. Após o crime, o homem fugiu com o filho autista do casal, de 3 anos. Nesta quarta-feira (10/5), Reriton Gomes entregou a criança ao advogado que a levou ao Conselho Tutelar.

O homem foi indiciado pela prática de homicídio duplamente qualificado e teve sua prisão preventiva decretada.

Segundo testemunhas, Gabriela teria gritado por “socorro”, em uma última tentativa de sobreviver antes de ser assassinada por Rériton. Antes de fugir, o suspeito teria trancado a porta da casa onde cometeu o crime, jogado a chave fora e ligado para o próprio irmão para avisar sobre o homicídio.

O caso é investigado pela 32ª Delegacia de Polícia (Samambaia). Gabriela foi a 13ª vítima de feminicídio no DF em 2023.

 

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?