Vídeo: pastor morto por paquistanês gravou canção antes de acidente

Gilvane Cassemiro, de 52 anos, morreu após ter sido atropelado e arrastado por motorista bêbado quando voltava para casa, em Ceilândia

atualizado 09/08/2022 10:53

Pastor morto paquistanês - MetrópolesMaterial cedido ao Metrópoles

Poucos dias antes de ser morto por atropelamento, em Ceilândia, o pastor e gerente comercial Gilvane Cassemiro Pereira, 52 anos, cantou uma música emocionante na igreja. O louvor foi registrado em um vídeo. “Foi muito lindo. Parece que ele estava se despedindo”, afirmou a esposa da vítima, Maria da Luz Alves da Silva, 42.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Veja uma das últimas canções do pastor Gilvane:

O pastor cantou “Além do Rio Azul”. Gilvane amava as orações e a música. Pai de sete filhos, ensinava as crianças a orar e cantar. No velório, no sábado (6/8), a filha de 8 anos disse que cantaria uma canção ensinada pelo próprio: “Tá Chorando Por Quê?”.

A melodia de despedida também foi marcada por emoção. “Minha filha de 8 anos pedia: ‘Não vai, papai, não vai, papai’. E, quando foi fechar o caixão, ela pedia para não fechar. Porque ela o amava demais. Ela o esperava chegar para dormir”, emocionou-se Maria da Luz.

Cassemiro foi atropelado pelo empresário paquistanês Wasim Aftab Malik, 46, na madrugada de sexta-feira (5/8). Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a acusado estava bêbado. Gustavo da Silva Santiago, 28, também foi atingido no acidente. Gravemente ferido, ele foi levado para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

Após pagamento de fiança, Malik foi solto. “Não é porque ele tem dinheiro que vai sair matando e bebendo. Porque o meu marido era um homem trabalhador, de bem, um pai maravilhoso, carinhoso. É revoltante. É indignante”, desabafou Maria. A família cobra Justiça.

Mais lidas
Últimas notícias