Vídeo: moradores de rua reclamam após receber comida estragada no almoço

Responsável pela contratação das empresas que fornecem marmitas, a Sedes disse que busca explicações para tomar providências cabíveis

lixoMaterial cedido ao Metrópoles

atualizado 20/05/2020 18:38

Quase um mês após moradores de rua do Setor Comercial Sul (SCS) reclamarem da qualidade da marmita servida pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), o episódio voltou a se repetir. De acordo com relatos de um voluntário que ajuda as pessoas do local, a comida entregue no almoço desta quarta-feira (20/05) estava azeda.

Segundo ele, após a reclamação feita no final de abril, as refeições passaram a ter uma qualidade um pouco melhor, mas o gosto estranho do almoço desta quarta foi parecido com aquele episódio. “Tem dias que o sabor é mais ou menos e tem outros que é muito ruim. Azedo assim (como nesta quarta), lembrou aquele jantar”, relata o denunciante.

0

Sem condições de se alimentarem com o que foi servido, os moradores de rua devolveram as marmitas.  “Infelizmente a comida chegou estragada. O pessoal aqui pegou, sentiu o jeito que estava e entregou de volta. Nesse momento, quem fazia a entrega jogou boa parte no lixo”, completa o voluntário, que não conseguiu precisar qual dos itens do prato estava estava estragado. “Eu não tenho certeza, mas acho que pode ter sido o feijão o ou a carne”, pondera.

Um vídeo ainda mostra como ficaram as quentinhas dentro da caçamba, confira:

Outro lado

Procurada, a Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), responsável pela contratação das empresas que fornecem marmitas, informou que entrou “em contato com a empresa fornecedora dessas refeições para solicitar esclarecimento do ocorrido, e assim tomar as devidas providências”.

Segundo a pasta, as equipes de Abordagem Social da secretaria, “identificaram que algumas unidades estavam impróprias para a distribuição e as retiveram”.

A Secretaria informou ainda que o caso do último mês não se relaciona com o desta quarta, pois “a empresa que fornece as refeições do almoço não é a mesma que faz a distribuição no jantar”.

Últimas notícias