Veja em fotos e vídeos detalhes da demolição de prédio em Taguatinga

Prédio desabou parcialmente em 6 de janeiro. Defesa Civil diz que operação de demolição tem ocorrido de forma "bem sucedida"

atualizado 03/02/2022 13:30

Veja em fotos e vídeos detalhes da demolição de prédio em TaguatingaFotos Hugo Barreto/Metrópoles

A Defesa Civil do Distrito Federal avalia que a operação da demolição do prédio que colapsou em Taguatinga Sul é “bem sucedida”. O edifício desabou parcialmente em 6 de janeiro e ficou interditado até esta quinta-feira (3/2).

Mesmo com as fortes chuvas que atingem a região, os trabalhos foram iniciados com o uso de retroescavadeiras. Toda a rua ao longo da construção está interditada para garantir a segurança de todos os envolvidos no trabalho.

Moradores de prédio que caiu no DF querem pegar pertences: “Sem nada”

Veja imagens: 

0

Veja vídeo da demolição: 

 

Segundo Edwin Franco, chefe da Defesa Civil, a operação tem previsão de encerrar-se em 48h. “Pode ser que termine hoje. O serviço está sendo bem conduzido, mas a avaliação inicial da empresa contratada é de dois dias”, avalia.

“Em relação aos escombros, o serviço é um pouco mais demorado. Serão utilizados caminhões para a retirada dos escombros.A previsão inicial da empresa é de pelo menos 15 dias”, completa.

O coronel reforça que a Defesa Civil, juntamente com outros órgãos do DF, acompanha o serviço para que o trabalho possa ser executado com toda a segurança.

Veja vídeo do início da demolição:

Etapas

De acordo com a assessoria do dono do prédio, a previsão é de que todo o processo dure cerca de um mês, desde a demolição até a entrega do terreno limpo.

Após a derrubada, que deve ser concluída em uma semana, diversos caminhões farão o encaminhamento dos escombros para um local adequado. Essa etapa poderá durar semanas. Em seguida, será realizada a limpeza do terreno.

Desde a última segunda-feira, a empresa contratada prepara o local. Máquinas retiram os entulhos da frente do edifício ao longo da semana.

Os detalhes foram definidos durante uma reunião ocorrida entre a Defesa Civil, o proprietário do prédio e a empresa contratada para executar o serviço. Ficou definido que, além da Defesa Civil, darão suporte aos trabalhos a Polícia Militar (PMDF), o CBMDF e o Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

Cerca de 100 moradores foram retirados às pressas do prédio pouco antes de a estrutura desabar. O CBMDF fez a evacuação, após acionado pelos próprios residentes.

Mais lidas
Últimas notícias