*
 

A União colocou à venda sete imóveis localizados no Distrito Federal. O aviso de licitação foi publicado na edição desta quarta-feira (11/7) do Diário Oficial da União (DOU). Os terrenos variam entre 633 e 3,6 mil metros quadrados e custam até R$ 21,9 milhões.

Os imóveis estão em regiões nobres da capital da República. Os mais caros são dois lotes na 113 Norte e um na 114 Norte, todos com 1 mil metros quadrados. O valor mínimo cobrado em cada é de R$ 21.973.894,99. Já pela área com 3,6 mil metros quadrados no Setor de Garagens Oficiais Norte, a União pede ao menos R$ 16.671.846,89.

Há ainda dois terrenos na QL 26 do Lago Sul. Pelo Lote 13 do Conjunto 6, com 666 metros quadrados, é pedido, no mínimo, R$ 1.630.000; o preço da Área 16, do Conjunto 1, com 633 metros quadrados, é de R$ 1.555.000. Também na região administrativa, a União quer vender, por R$ 10.104.160,72, um lote de 1,6 mil metros quadrados no Conjunto 13 da QL 12. 

A licitação está marcada para 15 de agosto, às 14h, no auditório térreo do Bloco K da Esplanada dos Ministérios. Os pagamentos devem ser feitos à vista, com recursos próprios ou obtidos por meio de financiamento por parte do adquirente, de acordo com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Confira imagens dos terrenos: