Trio é condenado por matar jovem com 16 tiros em distribuidora do DF

Crime ocorreu após desentendimento em show, em novembro de 2017. Vítima foi morta a tiros, em Ceilândia

atualizado 24/02/2021 14:18

arma de fogoFilipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Três homens acusados pelo homicídio de Wendel Dôglas de Melo Franco, em 2017, no Distrito Federal, foram condenados pela Justiça.

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) obteve a condenação de Rafael Antônio Ferraz Ferreira a 16 anos e 7 meses de reclusão. As penas para Edmilson Henrique Santana e Wallace Rodrigo Carneiro foram fixadas em 12 anos de reclusão.

O crime

De acordo com a denúncia do MPDFT, o crime foi motivado após um desentendimento entre Edmilson, Wallace e a vítima durante um show realizado dias antes do assassinato.

Em 20 de novembro de 2017, ao tomarem conhecimento de que Wendel estava em uma distribuidora de bebidas em Ceilândia, os condenados foram ao local e sentaram-se próximo à mesa da vítima.

Após gestos ameaçadores, provocações e intimidações, Wendel saiu da distribuidora e ficou ao lado de uma árvore na companhia de três amigos.

Nesse momento, Edmilson entregou as chaves do carro para Wallace, que buscou a arma de fogo e repassou para Rafael, que, ao se aproximar da vítima, desferiu 16 disparos, sendo que 8 atingiram o rapaz pelas costas. Após o crime, os criminosos fugiram.

Últimas notícias