Detran-DF lança campanha em proteção aos ciclistas

Em comemoração ao Dia Mundial do Ciclista, neste sábado (15/4), será lançado material educativo para reduzir acidentes nas vias locais

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) lança neste sábado (15/4), na Avenida Independência de Planaltina, a campanha “Ultrapasse. Não passe.” O evento será realizado das 10h às 12h, no estacionamento da Associação Comercial e Industrial da cidade. A atividade faz parte das comemorações pelo Dia Mundial do Ciclista, celebrado neste sábado, e busca incentivar e aumentar o respeito no trânsito aos condutores de bicicletas.

Inspirada em uma experiência de sucesso do Detran do Rio Grande do Sul, a campanha contará com o respeitômetro, material educativo que será apresentado aos cidadãos durante o evento. Trata-se de um instrumento conectado a bicicletas para demonstrar, na prática, a distância que o motorista deve manter do ciclista nas vias públicas. Os ciclistas vão pedalar com o respeitômetro pela Avenida Independência.

Blitz educativa
Durante o lançamento da campanha, também será realizada bliz educativa no semáforo da Avenida Independência, próximo à rodoviária da cidade. Servidores do Detran e ciclistas entregarão à população folder educativo para incentivar o cuidado que os condutores devem ter com quem circula de bicicleta pelas vias do DF.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, é infração média deixar de manter a distância de 1,5m ao passar ou ultrapassar a bicicleta; infração grave não reduzir a velocidade de forma compatível com a segurança do trânsito ao ultrapassar o ciclista; e infração gravíssima dirigir ameaçando veículos menores, como a bicicleta. Neste último caso, além da multa, o condutor está sujeito à suspensão do direito de dirigir, à retenção do veículo e ao recolhimento do documento de habilitação.

Mortes no trânsito
De acordo com o Detran-DF, os números de acidentes que envolvem ciclistas brasilienses têm diminuído. No entanto, a conscientização é fundamental para que esse tipo de acidente ocorra cada vez menos. Em março deste ano, 14 ciclistas perderam a vida nas pistas locais – foi o menor índice para o mês em 17 anos.

A redução no total de óbitos em acidentes de trânsito foi de 46% no primeiro semestre de 2017. Ao todo, foram 54 vítimas fatais. No mesmo período do ano passado, 72 pessoas morreram no trânsito do DF. Para o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, essa redução é resultado do aumento da fiscalização e do rigor nas operações Lei Seca, que aumentaram em 36,5% as autuações por alcoolemia em todo o Distrito Federal. (Com informações do Detran-DF)