Polícia busca imagens para esclarecer morte de sargento em assalto no DF

Crime ocorreu em Brazlândia, na noite dessa quarta-feira (23/12). Militar da reserva remunerada foi baleado e não resistiu aos ferimentos

Agentes da 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia) estão nas ruas, na manhã desta quinta-feira (24/12), véspera de Natal, com o objetivo de identificar os suspeitos da morte do 1º sargento da reserva remunerada da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) João Batista da Conceição Melo (foto de destaque), 57 anos.

O crime ocorreu em uma chácara localizada no Setor de Oficinas de Brazlândia, após assalto na noite dessa quarta-feira (23/12).

Segundo informações da Polícia Civil do DF (PCDF), para tentar chegar aos possíveis envolvidos, agentes tentam encontrar imagens de câmeras de segurança da área que podem ter captado as circunstâncias do crime. Até o momento, ninguém foi identificado ou preso.

Há informações de que câmeras do local possam ter registrado a ação dos criminosos. No entanto, ainda é preciso verificar se elas estavam funcionando.

Delegado da 18ª DP, Marcelo Rodrigues disse que os assaltantes tinham informações privilegiadas e sabiam que o dono da casa possuía arma de fogo na residência e estava com um alto valor de dinheiro, em espécie.

“Este latrocínio (roubo seguido de morte) está sendo investigado, e a polícia está empenhada, em todos os esforços possíveis, na captura desses assaltantes”, pontuou o investigador.

O crime

Informações coletadas pela PMDF dão conta de que o 1º sargento João Batista da Conceição Melo se dirigiu até a propriedade para receber o dinheiro de uma dívida. Lá, foi recebido a tiros por dois criminosos que assaltavam o local: eles tinham feito a família moradora da residência refém e roubado R$ 10 mil em espécie e duas armas de fogo.

Os bandidos fugiam no momento em que o policial da reserva chegou em sua camionete – eles dispararam três vezes contra o sargento. Uma das balas atingiu o pescoço de João Batista. O dono da chácara socorreu o militar e o levou ao hospital, mas o PM não resistiu aos ferimentos e morreu.

A corporação informou que, ao todo, quatro pessoas foram rendidas, inclusive uma criança de cinco anos.

A Polícia Militar faz diligências em busca dos assaltantes. O caso é apurado pela 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia).