*
 

Um dia após a prisão de integrantes de uma quadrilha especializada no furto de fuscas, a Polícia Militar prendeu quatro homens suspeitos de participarem de esquema criminoso que roubava, desmanchava e vendia caminhonetes. Os veículos eram comercializados em partes ou clonados e, em seguida, repassados como “limpos”. As vítimas eram escolhidas em sites de compra e venda de carros.

O grupo criminoso utilizava um galpão em Luziânia (GO) para desmanchar e adulterar as caminhonetes. No esconderijo, os militares encontraram peças e placas de veículos roubados, ferramentas para o desmanche, dinheiro e um revólver, que, de acordo com os investigadores, poderia ser utilizado nos crimes.

A operação contou com o apoio da PM goiana. De acordo com os militares, os criminosos agiam de forma articulada e cada um dos membros era responsável por uma etapa do esquema. A primeira era localizar e furtar a caminhonete, a segunda, desmanchar e revender as peças, e a terceira, adulterar os veículos para vendê-los.

 

 

COMENTE

LuziâniaDesmanche de Carroscaminhonete
comunicar erro à redação

Leia mais: Segurança